Fisioterapia Neurofuncional

1929 palavras 8 páginas
Fisioterapia Neurofuncional

Como surgiu?

Fisioterapia Neurofuncional, surgiu no fim da década de 40 com alguns pesquisadores americanos.
Antigamente, baseava-se apenas em informações empíricas e experiências clínicas. Entretanto, atua hoje com base nos conceitos neurofisiológicos obtidos após condutas bem sucedidas, pesquisas intensas e árduo trabalho, direcionando-se o tratamento para a recuperação funcional mais rápida possível para o paciente seja ele pediátrico, adulto ou geriátrico.
No Brasil, por muito tempo, pacientes neurológicos eram tratados com técnicas de cinesioterapia tradicional ou eram tratados em grandes ginásios através de mecanoterapia da mesma forma que os pacientes ortopédicos. Esta abordagem foi também muito empregada em pacientes com lesão neurológica periférica, como as crianças portadoras de poliomielite.

A função da Fisioterapia no paciente neurológico, estar descobrindo com ele novas posições, novas experiências, mostrar pra ele que também é capaz, que ele pode brincar e usufruir de sua vida mesmo com um déficit neurológico leve, moderado ou grave, afinal ele é um ser humano, ele também sente, ele também necessita de viver. Mas se acaso o paciente sofreu um acidente e teve seqüela neurológica ou adquiriu alguma deficiência neurológica com o decorrer do tempo, qual seria a atuação do fisioterapeuta? Seria então, treinar as habilidades motoras conservadas, ampliando-as, recuperar as habilidades motoras perdidas dentro do limite do

Relacionados

  • fisioterapia
    527 palavras | 3 páginas
  • Fisioterapia respiratória
    1034 palavras | 5 páginas
  • Valvulopatia - Fisioterapia
    4376 palavras | 18 páginas
  • Fisioterapia
    11887 palavras | 48 páginas
  • Fisioterapia na gonartrose
    2404 palavras | 10 páginas
  • fisioterapia Desportiva
    879 palavras | 4 páginas
  • tratamento fisioterapia
    6385 palavras | 26 páginas
  • Fisioterapia pediatrica
    1544 palavras | 7 páginas
  • FISIOTERAPIA PREVENTIVA NA COMUNIDADE
    827 palavras | 4 páginas