Fonseca -Quando cada caso não é um caso

1123 palavras 5 páginas
Fonseca, Claudia. Quando cada caso NÃO é um caso: pesquisa etnográfica e educação. Revista Brasileira de Educação, n. 10, p. 58-78, jan.-abr. 1999.

Quem escreve é Claudia Fonseca, professora de antropologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. De seu lugar de fala como antropóloga e pesquisadora, Fonseca propõe-se a discutir o método etnográfico, ou melhor, a apropriação desse método por profissionais de diversas áreas. A articulação do texto é dupla: primeiro, a autora esforça-se por mostrar equívocos no uso do método etnográfico; segundo, empenha-se em fornecer exemplos adequados do método, de modo que ele atenda ao propósito de, a partir de um contexto particular, chegar ao universal do ponto de vista sócio-histórico.
“Cada caso (não) é um caso” é a afirmação de que parte a autora para problematizar o recurso ao método etnográfico por pessoas que veem nele uma forma de fugir aos estereótipos e rejeitar preconceitos. No entanto, segundo ela, o entusiasmo com a etnografia não equivale simplesmente a afirmar a singularidade de cada caso, sendo necessária uma compreensão mais profunda da etnografia para que ela faça sentido. Para sustentar sua ideia, a autora aponta para engodos presentes em um “método etnográfico truncado”. Um deles é a falta de representatividade da amostra etnografada, em termos sociológicos. De fato, o método etnográfico costuma ser adotado em pesquisas com pequeno número de

Relacionados

  • Liderança, um caso de amor
    2293 palavras | 10 páginas
  • Doenças crônicas e homeopatia: evolução de um caso clínico
    2859 palavras | 12 páginas
  • Estudo de um caso bombril
    1103 palavras | 5 páginas
  • Caso easterly e brims
    1009 palavras | 5 páginas
  • AGRAVO DE INSTRUMENTO caso Carla Fonseca
    1045 palavras | 5 páginas
  • Um estudo de caso
    330 palavras | 2 páginas
  • ESTUDO DE CASO DE COORDENAÇÃO E SELETIVIDADE DA PROTEÇÃO CONTRA SOBRECORRENTE EM UM SISTEMA ELÉTRICO INDUSTRIAL
    15587 palavras | 63 páginas
  • ESTUDO DE CASO – ROGER AGNELLI E A CVRD
    1130 palavras | 5 páginas