Fotossintese - bioquimica prof. dr. ricardo alfredo kluge

2671 palavras 11 páginas
FOTOSSÍNTESE
Prof. Dr. Ricardo Alfredo Kluge – Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz - rakluge@esalq.usp.br
________________________________________________________________________________

1. ASPECTOS FISIOLÓGICOS E ECOLÓGICOS DA FOTOSSÍNTESE
INTRODUÇÃO Para a manutenção da vida, um constante fornecimento de energia é requerida. Uma diferença fundamental entre plantas e animais é a forma como é obtida a energia para a manutenção da vida. Os animais obtêm, nos alimentos, os compostos orgânicos, enquanto que a energia química é obtida através da respiração. Plantas verdes absorvem energia em forma de luz a partir do sol, convertendo-a em energia química no processo chamado Fotossíntese. Assim dizemos que as plantas, de maneira geral, são autotróficas, ou seja se auto-alimentam, enquanto que os animais são heterotróficos. A Fotossíntese está muito ligada a Respiração, ou seja pode-se dizer que a fotossíntese e a respiração são espelho uma da outra, e, de maneira geral, há um balanço entre estes dois processos na biosfera (= soma de organismos na Terra). CO2 + H2 O + energia à (CH2 O) + O2 (CH2 O) + O2 à CO2 + H2 O + energia Fotossíntese Respiração

Tanto a fotossíntese quanto a respiração geram energia química utilizável (na forma de ATP), cuja síntese é mediada por um gradiente de hidrogênio transmembrana. A respiração aeróbica envolve a oxidação de moléculas orgânicas em CO2 com redução do O2 em H2 O e dissipação de energia em forma de calor. A fotossíntese

Relacionados

  • Bioquimica
    2229 palavras | 9 páginas
  • Fotossintese
    2732 palavras | 11 páginas
  • Fotossintese (infoescola)
    1010 palavras | 5 páginas
  • Fotossintese
    5216 palavras | 21 páginas
  • Fotossintese
    1728 palavras | 7 páginas
  • Fotossintese
    3965 palavras | 16 páginas
  • Fase bioquimica da fotossintese
    6430 palavras | 26 páginas
  • fotossintese
    3535 palavras | 15 páginas
  • Fotossintese
    2249 palavras | 9 páginas