Fundamentos das Políticas Sociais

2474 palavras 10 páginas
Fundamentos das Políticas Sociais

SUMÁRIO

1. Introdução...................................................................................................................4
2. Políticas Públicas e a Constituição de 1988................................................................4
3. Considerações Finais................. ..................................................................................8
5. Referências Bibliográficas............................................................................................9

INTRODUÇÃO

A proteção social no Brasil, que nasce no início dos anos de 1930 pela ligação com o trabalho, se estruturou em função da inserção na estrutura ocupacional e do acesso a benefícios vinculados a contribuições anteriores. No entanto, o capitalismo aqui estabelecido e a atuação regulatória do Estado no campo trabalhista não lograram universalizar o fenômeno do assalariamento formal, tornando incompleto o “processo civilizatório” de um capitalismo minimamente organizado, tendo como base as experiências dos países europeus ocidentais.
Nesse contexto, a Constituição de 1988 surgiu como um marco na história da política social brasileira, ao ampliar legalmente a proteção social para além da vinculação com o emprego formal. Trata-se de uma mudança qualitativa na concepção de proteção que vigorou no país até então, pois inseriu no marco jurídico da cidadania os

Relacionados

  • Aula 4 A EMERGENCIA DO MULTICULTURALISMO
    1232 palavras | 5 páginas
  • perguntas indicadores sociais
    2440 palavras | 10 páginas
  • Síntese do Livro O debate contemporâneo do Serviço Social e a ética profissional
    1848 palavras | 8 páginas
  • O brasil da ditadura a redemocratização e politica social
    5289 palavras | 22 páginas
  • Política social: fundamentos e história
    2855 palavras | 12 páginas
  • Mobilização social e práticas educativas processo de trabalho e serviço social
    2072 palavras | 9 páginas
  • Resumo - IAMAMOTO, Marilda. Serviço Social em tempo de capital fetiche: capital financeiro trabalho e questão social. São Paulo: Cortez, 2008.
    1342 palavras | 6 páginas
  • Iamamoto. capital fetiche - cap. 3
    4957 palavras | 20 páginas
  • Resenha - Max Weber - A ética protestante e o espírito do capitalismo.
    946 palavras | 4 páginas
  • Levantamento historico do codigo de etica do assistente social
    1342 palavras | 6 páginas