G PED DIDP 3 1 02

967 palavras 4 páginas
Aula: 02
Temática: A Disciplina Didática em seu processo histórico
Na aula anterior mencionamos que as correntes do pensamento científico do final do século XX e início do XXI distanciaram-se desse modelo de explicação causal linear. Por exemplo, as pesquisas do Grupo Interdisciplinar do Instituto Santa Fé nos
Estados Unidos, demonstraram que a maior parte da natureza é não linear, não sendo, então, facilmente previsível. Um bom exemplo da não linearidade da natureza é o tempo atmosférico, no qual muitos componentes interagem de modo complexo e configuram uma notória imprevisibilidade.
Os ecossistemas, as entidades econômicas, os embriões em desenvolvimento são outros bons exemplos de “dinâmica complexa”, que desafiam a análise ou
…exibir mais conteúdo…
O modelo mecânico do discurso científico da Idade Moderna buscou regularidades e leis naturais em todo objeto de estudo. A “racionalidade científica” tornou-se a marca da verdade e o motor do progresso, pressupondo um objetivo para a marcha humana, um projeto evolutivo a ser cumprido, um destino.
UNIMES VIRTUAL
14

DIDÁTICA E PRÁTICA

No campo da Didática, o esquema de explicação dos fenômenos por meio de uma relação linear de causa-efeito, reforçou a idéia de que a pessoa aprende por meio da aplicação de um correto método de ensino. E mais ainda, a idéia de que o desenvolvimento humano tenderia a evoluir, linearmente, em direção à construção do raciocínio hipotético-dedutivo. No início do século XXI, os educadores vêm constatando que o processo de aprendizagem/ensino não é tão previsível nem tão linear como vinha sendo praticado ao longo de três séculos, e está muito mais próximo dos sistemas não lineares.
LEWIN (1994) observa que, à primeira vista, os sistemas não lineares podem parecer complexos, mas, na realidade, são produzidos por um conjunto relativamente simples de sub-processos. A noção de sistemas não lineares origina-se no modelo proposto pelo físico Ilya Prigogine, Prêmio
Nobel de Física em 1977, com a sua Teoria das Estruturas Dissipativas, também conhecida como Teoria do Caos.
O modelo de natureza não linear tem sido nomeado por muitos autores, como DOLL (2002), de “paradigma

Relacionados

  • 2014 1 Natureza e Energia Prova 1 G hellip
    1494 palavras | 7 páginas
  • Vertissolos 3 1 3
    2742 palavras | 12 páginas
  • 2014 1 Natureza e Energia Prova 3 G hellip
    1106 palavras | 5 páginas
  • Cinesiologia I Aula 02 Artrologia 1
    1173 palavras | 5 páginas
  • 02 Departamentalizacao 4Adm 2015 1
    2480 palavras | 10 páginas
  • Aula 02 ENE095 1
    2603 palavras | 11 páginas
  • AULAS 1 2 3 4
    2409 palavras | 10 páginas
  • ED 02 Lista de exercicios 1
    1680 palavras | 7 páginas
  • Halliday Volume 1 Capítulo 3
    5898 palavras | 24 páginas
  • Aula 3 descontos - parte 1
    1694 palavras | 7 páginas