Gases asfixiantes

1537 palavras 7 páginas
GASES ASFIXIANTES
A presença de gases e/ou vapores tóxicos é uma situação que o homem conhece desde os primórdios. Em épocas remotas, acreditava-se que certas mortes “estranhas” eram obra de feiticeiros ou demônios, entretanto, é sabido que boa parte dessas mortes eram causadas na verdade por emanações de gases tóxicos, principalmente em regiões vulcânicas.
A compreensão sobre o efeito dos gases foi evoluindo gradualmente junto com a ciência e foi no século passado que o homem começou a estudar os efeitos de certas substâncias gasosas tóxicas ao organismo humano.
Foi por volta do ano de 1850, nos Estados Unidos, que pela primeira vez houve a preocupação com a presença de gases tóxicos ou asfixiantes nos locais de trabalho, nas minas
…exibir mais conteúdo…
A profundidade aumenta acentuadamente à concentrações de 4% à 5% e a respiração torna-se difícil podendo também provocar cefaléia e suores. De 6 a 10% provoca cefaléia, tremores, alterações visuais e pode haver perda de consciência. Por outro lado, já houve homens que inalaram concentrações de 8 a 10% durante mais de uma hora sem apresentarem efeitos danosos evidentes. A 10% causa perda de consciência. Taxas de 30 a 40% são mortais mesmo em presença de oxigênio.
Efeitos crônicos: Exposições repetidas diárias de uma hora a 8% de gás carbônico aumentam a taxa de hemoglobina e de células vermelhas e causam efeitos deletérios na troca gasosa.
Quanto à prevenção do ambiente de trabalho basta geralmente uma eficiente ventilação exaustora.
B - Hidrocarbonetos alifáticos
Derivados do petróleo. Os elementos mais baixos da série: metano, etano, propano e butano são gases. O metano e o etano são tolerados em altas concentrações no ar inspirado sem produzir efeitos sistêmicos. Se a concentração é suficientemente alta para diluir ou excluir o oxigênio normalmente presente no ar, os efeitos produzidos são devidos à deficiência de oxigênio.Os vapores desses hidrocarbonetos são irritantes das mucosas.
B1 - Metano (CH4)
É um gás incolor, inodoro, explosivo, mais leve que o ar. É encontrado em minas e em lugares fechados, resultado da decomposição de matéria

Relacionados

  • Riscologia Química
    1248 palavras | 6 páginas
  • ART 252 DO CP
    814 palavras | 4 páginas
  • OS GASES TÓXICOS ENCONTRADOS NA FUMAÇA DOS INCÊNDIOS E SEUS EFEITOS SOBRE O CORPO HUMANO
    3836 palavras | 16 páginas
  • Riscos (Químicos, Físicos, Biológicos, Ergonômicos e Mecânicos)
    1040 palavras | 5 páginas
  • Quimica Enem 2003 1
    1765 palavras | 8 páginas
  • Vasos de pressão e suas aplicações na indústria química e alimentícea.
    1447 palavras | 6 páginas
  • Análise do tipo penal dos crimes dos artigos 252, 253, 254, 267, 269, 272, 273, 282, 283 e 294 do código penal
    5677 palavras | 23 páginas
  • Quimica 1 ano
    1179 palavras | 5 páginas
  • transformações quimicas
    836 palavras | 4 páginas
  • Classificação Fisiológicas dos Agentes Químicos
    2202 palavras | 9 páginas