Gimnospermas e Angiospermas

1269 palavras 6 páginas
GOVERNO ESTADO DO CEARÁ
ESCOLA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL ADERSON BORGES DE CARVALHO
CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA

ARTHUR SILVA
HERMESON NOGUEIRA
MARCELO BRUNO
MARIA JULIA
PLINIO LUNA

GIMNOSPERMAS E ANGIOSPERMAS

Juazeiro do Norte – CE
2014
Introdução a Gimnospermas

As gimnospermas (do grego Gymnos: 'nu'; e sperma: 'semente') são plantas terrestres que vivem, preferencialmente, em ambientes de clima frio ou temperado. Nesse grupo incluem-se plantas como pinheiros, as sequoias e os ciprestes.
As gimnospermas possuem raízes, caule e folhas. Possuem também ramos reprodutivos com folhas modificadas chamadas estróbilos. Em muitas gimnospermas, como os pinheiros e as sequoias, os estróbilos são bem desenvolvidos e conhecidos como cones - o que lhes confere a classificação no grupo das coníferas.

Desenvolvimento
Reprodução das gimnospermas - Ciclo haplodiplobionte nas Coníferas
Vamos usar o pinheiro-do-paraná (Araucária angustifólia) como modelo para explicar a reprodução das gimnospermas. Nessa planta os sexos são separados: a que possui estróbilos masculinos não possuem estróbilos femininos e vice-versa. Em outras gimnospermas, os dois tipos de estróbilos podem ocorrer numa mesma planta.
Existem dois tipos de estróbilos, um grande e outro pequeno e, como consequência, há dois tipos de esporângios e de esporos. Nos estróbilos maiores, considerados femininos, cada esporângio, chamado de óvulo, produz por meiose um

Relacionados

  • PDF de gimnospermas
    891 palavras | 4 páginas
  • Angiospermas e gimnospermas
    995 palavras | 4 páginas
  • Angiospermas
    1531 palavras | 7 páginas
  • angiospermas
    3740 palavras | 16 páginas
  • Gimnospermas e Angiospermas
    1133 palavras | 5 páginas
  • GIMNOSPERMAS Apresentacao Resumida
    1446 palavras | 6 páginas
  • Gimnospermas
    1559 palavras | 7 páginas
  • Gimnospermas e angiospermas
    2252 palavras | 10 páginas
  • As angiospermas - absorção de nutrientes pela raíz
    1126 palavras | 5 páginas
  • Desenvolvimento e morfologia das angiospermas
    1697 palavras | 7 páginas