Historia da Pepsi pela ótica da comunicação

3699 palavras 15 páginas
Desde 1898

A história do farmacêutico do estado da Geórgia John Pemberton, que criou a Coca-Cola em 1886 é bastante conhecida, mas o caminho percorrido por sua maior "rival", a Pepsi-Cola, que também nasceu pelas mãos de um farmacêutico, Caleb Bradham, que em 1898, 12 anos depois da criação da Coca-Cola, criou o "Brad's Drink", medicamento inicialmente sugerido para combater a dispepsia, uma doença causada pela falta da enzima pepsina no organismo, na pequena cidade de New Bern, na Carolina do Nort. Pode-se dizer que o refresco do Sr. Bradham foi criado no rastro do sucesso da Coca-Cola, assim como muito dizem que a própria Coca-Cola era uma "versão refrescante e não alcoólica" de uma conhecida bebida europeia: o "Vinho Mariano", que usava folhas de coca do altiplano andino em sua composição.
Logo o "Brad's Drink" recebeu a marca Pepsi-Cola, já que os ingredientes "emulavam" a ação da Pepsina (uma enzima digestiva) e Nozes de Cola. Durante as primeiras décadas do século XX, mesmo com relativo sucesso, a Pepsi-Cola Company entrou em falência por duas vezes, tendo como principal motivo uma especulação malfeitas em torno dos preços do açúcar, um de seus principais ingredientes.
Entrando em momentos de crise: Em 1908 a empresa de bebidas inova, sendo a primeira a substituir toda a frota de carroças tracionadas a cavalo por caminhões, modernizando assim a distribuição de seu produto. Neste mesmo ano, 250 franqueados, em 25 estados americanos já estavam contratados para

Relacionados

  • "Neuromarketing: Uma análise crítica das aplicações do neuromarketing nas áreas da comunicação empresarial e de marketing. Estudo empírico
    19535 palavras | 79 páginas
  • UNILEVER
    20139 palavras | 81 páginas