INATISMO EMPIRISMO

1477 palavras 6 páginas
FACULDADES INTEGRADAS DO TAPAJÓS-FIT

(INATISMO, EMPIRISMO, CRITICISMO E IDEALISMO.)
KAMYLA CRISTHINY DE SOUZA E SILVA

SANTARÉM-PARÁ
2014-03-06
KAMYLA CRISTHINY DE SOUZA E SILVA

INATISMO, EMPIRISMO, CRITICISMO E IDEALISMO.

Trabalho apresentado ao Professor Everaldo Cordeiro da disciplina de Filosofia contemporânea do curso de Publicidade e Propaganda.

FIT-SANTARÉM
PARÁ-06/03/2014

INTRODUÇÃO
O trabalho a ser apresentado tem por objetivo esclarecer as dúvidas sobre os determinados assuntos: Inatismo cartesiano, empirismo inglês, criticismo e idealismo. Onde, todos, são assuntos determinantes para a compreensão da Filosofia.
…exibir mais conteúdo…
Kant afirma que a filosofia deve responder a quatro questões fundamentais: O que posso saber? Como devo agir? O que posso esperar? O que é o ser humano?Tentando responder essas questões, ele desenvolveu um exame crítico da razão, a fim de investigar as condições nas quais se dá o conhecimento humano. Esse exame está contido em sua obra mais celebre: “Crítica da razão pura”.
A capacidade de conhecer “Na Crítica da razão pura”, ele distingue duas formas básicas do ato de conhecer: O conhecimento empírico – a posteriori – aquele que se refere aos dados fornecidos pelos sentidos, isto é, que é posterior à experiência. O conhecimento puro – a priori – aquele que não depende de quaisquer dados dos sentidos. Que é anterior a experiência. Nasce puramente de uma operação racional. Ex. duas linha paralelas jamais se encontram no espaço. É uma afirmação universal é uma afirmação que para ser válida, não depende de nenhuma condição especifica. Trata-se de uma afirmação necessária. O conhecimento puro, portanto conduz a juízos universais e necessários, Os juízos, por sua vez, são classificados por Kant em dois tipos; Os analíticos e os sintéticos.
O termo criticismo é empregado para denominar a filosofia kantiana. Esta se propõe investigar as categorias ou formas a priori (anterior à experiência) do entendimento. Sua meta consiste em chegar a determinar o que o entendimento e a razão podem conhecer, encontrando-se livres de toda experiência, bem como os limites

Relacionados

  • A razão inata ou adquirida
    1279 palavras | 6 páginas
  • estudos disciplinares I
    1459 palavras | 6 páginas
  • psicologia do desenvolvimento
    914 palavras | 4 páginas
  • Razão Inata ou adquirida - Resumo
    939 palavras | 4 páginas
  • Síntese comparativa sobre racionalismo, empirismo, idealismo e realismo
    1997 palavras | 9 páginas
  • Historia do pensamento filosofico
    978 palavras | 4 páginas
  • Explique como opera a razão intuitiva
    3151 palavras | 13 páginas
  • explique o que quer dizer a sentença a razão é historia e é tempo
    941 palavras | 4 páginas