INSTITUCIONALIZAÇÃO E REINTEGRAÇÃO FAMILIAR DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES

3865 palavras 16 páginas
INSTITUCIONALIZAÇÃO E REINTEGRAÇÃO FAMILIAR DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES

Thais Barboza CALEZULATO1
Marcia Heloisa de OLIVEIRA2

RESUMO: No presente artigo será exposto a reintegração familiar de crianças e adolescentes institucionalizadas, sendo colocadas maneiras socialmente adequadas de preparação ao retorno a sua convivência familiar. Expõe aspectos abrangentes do desenvolvimento humano, que caracterizam a família e o abrigo, expondo a vulnerabilidade social da qual existem ameaças a integridade física, psicológica e moral da criança e adolescente. Por pesquisa feita a campo, notaram-se que as condições das quais as crianças e adolescentes lidam com as transições de afastamento do núcleo familiar para o posterior acolhimento por
…exibir mais conteúdo…
A técnica de pesquisa aplicada, é a de pesquisa bibliográfica e documental, baseado em leis, livros, revistas e artigos de internet.

2 A FAMÍLIA COMO BASE NO DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

A família é vista como espaço vital, em que toda criança tem o direito de nascer e crescer em situação de proteção, afeto, segurança e cuidados. O termo família carrega suas especificidades que ao longo dos anos, vem passando por significativas transformações.
A família é a instituição mais antiga da sociedade humana. Ela é a responsável pela construção da base do ser humano em desenvolvimento, e, por consequência, é fundamental para uma organização maior que é a sociedade.
Para além do vínculo afetivo, a família representa o respeito à dignidade da pessoa humana (fundamento da Republica Federativa do Brasil, inciso III do art. 1º Constituição Federal), na medida em que é ela a responsável pelo desenvolvimento completo da criança e do adolescente, e, consequentemente, responsável pela formação da pessoa adulta.
Enquanto origem de formação de cada ser humano, fundada no amor e no cuidado reciproco entre seus integrantes, a estrutura familiar colabora fundamentalmente para viabilização do homem em sociedade, porque

Relacionados

  • Concepção e Aplicação do Estatuto da Criança e do Adolescente
    943 palavras | 4 páginas
  • O papel do assistente social na reinserção familiar de crianças e adolescentes em situação de abrigo
    10886 palavras | 44 páginas
  • Desenvolvimento socio-afetivo e psicossexual da criança e do adolescente de Freud
    2720 palavras | 11 páginas
  • As possibilidades de intervenção do assistente social no atendimento a criança e adolescente
    1411 palavras | 6 páginas
  • Análise crítica dos planos das políticas setoriais: criança e adolescente
    1634 palavras | 7 páginas
  • projeto sobre prevenção de alcool e drogas por crianças e adolescentes
    3888 palavras | 16 páginas
  • O uso do Laudo Psicológico nos crimes contra criança e adolescente
    9037 palavras | 37 páginas
  • Questionário estatuto da criança e do adolescente
    1427 palavras | 6 páginas
  • Abuso Sexual contra crianças e adolescentes
    5425 palavras | 22 páginas