Idade Óssea em Pediatria

4873 palavras 20 páginas
REVISÕES & ENSAIOS

IDADE ÓSSEA EM PEDIATRIA

EDUARDO MARCONDES 1

Instituto da Criança do Hospital das
Clinicas da Faculdade do Medicina da
Universidade de São Paulo.
1 Professor Titular de Pediatria
Preventiva & Social — FMUSP
Aceito para publicação em 10 de abril de 1960

Idade óssea (IO) é o índice do desenvolvimento do esqueleto, um aspecto da maturação do indivíduo. Na grande maioria das crianças, o crescimento físico, vale dizer, o aumento da estatura, está muito bem balanceado com diferentes aspectos da maturação, como o desenvolvimento ósseo, o sexual, o mental, o dentário, o neuromotor e outros, de modo a ser possível, do ponto de vista clínico, considerá-los, todos, como componentes de um mesmo processo. Conseqüentemente, infere-se que uma criança de estatura normal deve estar normalmente desenvolvida. Tal conduta é em parte justificada, pois os dois processos (o crescimento e a maturação) iniciam-se e devem terminar juntos'. Maturidade é um produto final, um estado acabado e maturação pode ser entendida como o processo através do qual o ponto final é atingido. A maturidade morfológica é inevitável para todos os indivíduos, porém chega mais cedo na vida para uns e mais tarde para outros, fenômeno esse que tem implicações na estatura final do indivíduo: de fato, a diferentes velocidades de maturação esquelética (em busca da maturidade do esqueleto) correspondem diferentes velocidades de ganho de estatura e diferentes produtos finais,

Relacionados

  • Neonatologia
    346 palavras | 2 páginas
  • Fisioterapia pediatrica
    1544 palavras | 7 páginas
  • Radiologia Pediatrica
    19944 palavras | 80 páginas
  • I Recomendação brasileira de fisioterapia respiratória em unidade de terapia intensiva
    5784 palavras | 24 páginas
  • Apostila Nutrição e Desenvolvimento Humano I
    5601 palavras | 23 páginas
  • Estudo de caso em enfermagem pediátrica
    2045 palavras | 9 páginas
  • Uso de Radiografias Carpais na Determinação da Idade Óssea
    8056 palavras | 33 páginas
  • Acidentes na infância
    7629 palavras | 31 páginas
  • A INTERVENÇÃO FISIOTERAPÊUTICA EM PACIENTES PÓS TRAUMA CRÂNIO ENCEFÁLICO (TCE) NA UNIDADE DE TRATAMENTO INTENSIVO (UTI)
    4643 palavras | 19 páginas
  • VIAS PARENTERAIS
    4646 palavras | 19 páginas