Impressão crítica do livro o processo de mediação estratégias práticas para resolução de conflitos, 1998.

971 palavras 4 páginas
Maria Alice de Carvalho Lessa Miranda

Impressão Crítica do livro O Processo de Mediação Estratégias Práticas para Resolução de Conflitos, 1998.

Universidade Candido Mendes

25/02/2012
Partindo da ideia de Christopher W More que todo conhecimento é socialmente produzido e quando falamos em pesquisa científica, podemos utilizá-la para a observação de fenômenos sociais.
A pesquisa, portanto, faz parte da nossa vida e em se tratando da teoria do conhecimento, nos referimos a algo que não conhecemos.
Nesse diapasão a visão crítica que pude abstrair da obra do ilustre intermediário, administrador de conflitos, consultor e instrutor Christopher W. Moore, é da grande valia de suas experiências e conselhos retirados de sua prática de mediação para ampliar a minha capacitação na mediação.
Hoje, a visão de mundo é altamente complexa e dinâmica porque está eternamente em processo de tornar-se e, por conta dessas transformações, a cada dia vai se construindo esse mundo, abrangendo todas as suas dimensões físicas, biológicas ou sociais. Nesse contexto, essas interações consideram-se produtor e produto de mudanças e essa compreensão implica em dar significado às mudanças ocorridas na forma de pensar e de ser do mundo. Então, todas essas mudanças levam a um reconhecimento mais amplo dos direitos humanos e da dignidade dos indivíduos como também a insatisfação com os processos autoritários de tomada de decisão. Então, surge a mediação como um meio de concluir disputas, pois ela

Relacionados

  • Intertextualidade
    15363 palavras | 62 páginas
  • Tdah e a arte
    15025 palavras | 61 páginas
  • Diario de bordo pedagogia
    19062 palavras | 77 páginas
  • A representação nos contos de fadas
    13609 palavras | 55 páginas
  • alinhamento Brasil e EUA guerra fria
    18879 palavras | 76 páginas