Industria naval

3158 palavras 13 páginas
Indústria Naval
Conceito / Definição
A indústria naval caracteriza-se pela fabricação de um bem de capital de alto valor unitário, produzido sob encomenda. Como fornecedor da base de transporte para a hegemonia econômica e militar dos países, o setor não se norteia exclusivamente por forças de mercado.
Historicamente, e em todos os países, o Estado tem presença significativa na construção naval por meio de instrumentos de incentivo e regulação abrangentes: subsídios reserva de mercado, benefícios fiscais e proteção à cabotagem, entre outros. As razões para isso estão associadas a segurança nacional, falhas de mercado e aos efeitos gerados pela indústria naval nos demais segmentos econômicos.
Por ser demorada, a fabricação de navios não
…exibir mais conteúdo…
Foram justamente esses itens que ajudaram a reativar a indústria de construção naval brasileira, praticamente parada desde o final da década de 70.
O impulso veio de encomendas da Petrobras, que tem planos de investimento de US$ 3,7 bilhões ao ano, para o aumento da produção de petróleo em alto mar. Caso se mantenha os níveis de nacionalização atuais, da ordem de 30%, os gastos da empresa irão gerar demanda local por bens e serviços de US$ 3,5 bilhões por ano, com acréscimo de cerca de 0,3% no PIB brasileiro.
Mesmo assim, o Brasil deve buscar melhorar suas competências para ser um competidor importante na indústria mundial de construção naval ou exportador de embarcações. O melhor caminho é expandir especializando-se na fabricação de navios de apoio offshore, petroleiros e porta-contêineres para a navegação de cabotagem.
As condições para impulsionar a construção naval no país existem, como uma competitiva indústria siderúrgica local, fornecedora de insumos de aço, e fontes de financiamento – o Fundo de Marinha Mercante, constituído por contribuição incidente sobre fretes de importação, que contará, até 2010, com R$ 10,7 bilhões para apoiar novos projetos no setor.
A marinha mercante brasileira apresenta uma situação pouco animadora.
Os navios com bandeira brasileira somam apenas sete milhões de toneladas de porte bruto e ocupam apenas a 19a posição no ranking mundial. É uma frota insuficiente para garantir políticas de frete no comércio

Relacionados

  • Soldagem na industria naval moderna
    4253 palavras | 18 páginas
  • Nr-34
    1442 palavras | 6 páginas
  • DrillShip Trabalho
    2050 palavras | 9 páginas
  • Modal marítimo
    7352 palavras | 30 páginas
  • Nomenclatura Navios
    2414 palavras | 10 páginas
  • Projeto de estaleiro de construção
    12926 palavras | 52 páginas
  • Contabilidade e custos atividade 3
    977 palavras | 4 páginas
  • CONTABILIDADE E CUSTOS - Atividade 3 Anhembi Morumbi
    978 palavras | 4 páginas
  • Aço Criogenico
    1990 palavras | 8 páginas