Influência dos economistas liberais

998 palavras 5 páginas
INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS
TGA-1

Influência dos Economistas Liberais

Influência dos Economistas Liberais
Na Europa, a partir do século XVII, começaram a aparecer teorias econômicas voltadas para os problemas empresarias, mas com bases sem caráter científico. Já no século XVIII, os economistas liberais conseguem aceitação e apoio a suas ideias devido à influência da Revolução Francesa.
Tais ideias prescreviam que a vida econômica teria de se afastar da influência do Estado, já que o trabalho sugere princípios econômicos, bem como a mão de obra. E a prescrição da livre concorrência é o principal postulado do liberalismo.
Para diversos autores, as ideias basais dos economistas clássicos liberais constituem os agentes iniciais do pensamento administrativo dos dias atuais. * Adam Smith (1723 – 1790): Criador da Escola Clássica de Economia. Seu livro Riqueza das Nações (1776) já abordava o princípio da especialização dos operários e o princípio da divisão do trabalho em uma manufatura de agulhas para destacar a necessidade da racionalização da produção. Conforme Chiavenato para Adam Smith, a origem da riqueza das nações reside na divisão do trabalho e na especialização das tarefas, preconizando o estudo dos tempos e movimentos, pensamento que, mais tarde, Frederick Winslow Taylor e o casal Frank e Lilian Gilbreth viriam a desenvolver, fundamentando a Administração Científica. Reforçou bastante a importância do planejamento e da organização dentro das

Relacionados

  • Influência do Cristianismo nas artes
    1353 palavras | 6 páginas
  • A influencia do stress no clima organizacional
    946 palavras | 4 páginas
  • A influência do rh no planejamento estratégico
    7717 palavras | 31 páginas
  • A Influencia do Cinema na Moda
    3454 palavras | 14 páginas
  • Fichamento do livro OS GRANDES ECONOMISTAS
    8812 palavras | 36 páginas
  • A influência do comportamento organizacional
    7428 palavras | 30 páginas
  • Influência do contexto sob a percepção
    1787 palavras | 8 páginas
  • A influencia do direito romano
    3961 palavras | 16 páginas