Iniciação para gostar do direito

3090 palavras 13 páginas
FAIS – Faculdade de Sorriso
Turma de Direito B - Noturno
Aluna: JhenniferJayane S. Cavassola

Resumo: Capitulo I – Por que uma iniciação para gostar do Direito?

É preciso motivação para aprender qualquer coisa que seja. É preciso aprender com prazer, gostar do que se está aprendendo.E para o estudo do Direito, temos que ter a iniciação, para gostar e entender realmente o que é Direito. E para isso é preciso estudar a “Introdução ao Direito”.

A introdução ao Direito tem dois objetivos que parecem básicos:
- A compreensão do fenômeno jurídico.
- O fornecimento de instrumentos e informações para aprender os conceitos fundamentais o da ciência do Direito.

A reflexão sobre o que seja Direito abre discussões sobre suas diversas
…exibir mais conteúdo…

Por ser uma palavra empregada em mais de um sentindo, não é possível estabelecer uma única definição lógica para o direito. Podemos dizer que o “direito” é o conjunto de normas ou regras jurídicas.

Direito, no sentido de lei ou norma, é uma das acepções mais comuns do vocábulo. Muitos autores o chamam “direito objetivo”, em oposição ao “direito subjetivo” ou “direto-faculdade”.
Essa denominação, no entanto, é inadequada, porque outras acepções do direito, como justo ou fato social, são também, objetivas. Direito objetivo não é apenas a lei. Inúmeras definições correntes referem-se à acepção do direito como lei. Assim como, a de Clóvis Beviláqua, em sua Teoria Geral do Direito Civil, conceitua o Direito como “uma regra social obrigatória”.

Direito natural é constituído pelos princípios que convêm de fundamento ao Direito positivo. Cada norma do Direito positivo, uma correspondente de Direito natural. Direito positivo é formado pelo conjunto de normas preparadas por uma sociedade cuidada, para reger sua vida interna, com a proteção da força social. É o contraste da expressão “Direito Natural”. É o que é escrito, elaborado pelo poder competente, ou norma consuetudinária, não escrita resultante do uso e costumes de cada povo. O direito que foi escrito, porém não mais vigente, também é direito positivo, pois no seu tempo foi vigente. Direito faculdade é empregado para designar o poder de uma pessoa

Relacionados

  • resumo do livro para gostar do direito
    598 palavras | 3 páginas
  • Resenha do livro "para gostar do direito" - joao baptista herkenhoff
    1670 palavras | 7 páginas
  • Resumo do livro- Metodologia do ensino de história e geografia
    1579 palavras | 7 páginas
  • Manuel alegre
    1423 palavras | 6 páginas
  • Deformação da Arte Moderna
    3709 palavras | 15 páginas
  • Ser diferente é normal
    1615 palavras | 7 páginas
  • Gestão de Projetos,Administração da Produção e logística,Empreendedorismo e Plano de Negócio
    5215 palavras | 21 páginas
  • Tcc Aldedes Gomes Pereira
    8069 palavras | 33 páginas