Insolação de edifícios e o projeto

5963 palavras 24 páginas
UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS
DEPARTAMENTO DE ARTES E ARQUITETURA
"Escola Prof. Edgar Albuquerque Graeff"
INSOLAÇÃO DE EDIFÍCIOS E O PROJETO
DE SUAS PROTEÇÕES SOLARES
Prof. António Manuel Corado Pombo Fernandes professor arquiteto
1994
(revisto em 2002)
INSOLAÇÃO DE EDIFÍCIOS E O PROJETO DE SUAS PROTEÇÕES SOLARES
Prof. António Manuel C. P. Fernandes http://www.ucg.br/deparcursos/arq/ConfortoTermico/index.htm 2
APRESENTAÇÃO
Este texto pretende ser um instrumento expedito que capacite o estudante de arquitetura a incorporar ao seu ato projetivo o entendimento da insolação dos edifícios que lhe permitirá, com segurança, tratar de algumas questões importantes referentes ao conforto térmico, tais como: insolação de fachadas, a
…exibir mais conteúdo…

Desde então, a combinação de uma parede de cortina de vidro protegida por uma grade de dispositivos de controle do sol, verticais, horizontais, circulares, etc, tem sido uma solução comum para os edifícios modernos. Bem projetada, essa cortina externa de persianas pode conservar o interior fresco sem obstruir muito a vista dos espaços externos. Até nos edifícios com ar condicionado, êsses dispositivos de controle do sol ajudam a reduzir sensivelmente a carga e a despesa do ar condicionado. Em todas as áreas tropicais e semitropicais do mundo, os brises-soleil de Corbu são agora um dispositivo arquitetônico aceito e de valor comprovado." [4]
O texto acima em epígrafe e a respectiva ilustração [1] foram especialmente escolhidos com o objetivo de salientar que, muito mais que um aparato técnico, as proteções solares são elementos da composição arquitetônica e, como tal, devem incorporar, na concepção original do projeto, as dimensões artísticas do objeto arquitetônico. Entender e manipular tecnicamente a questão da insolação e da geometria mais adequada para sua proteção é tarefa relativamente simples se comparada àquela outra, ou seja, incorporar tais subsídios à obra de arquitetura com

Relacionados