Interações medicamentosas

2992 palavras 12 páginas
Interações Medicamentosas

Do ponto de vista clínico todas as interações medicamentosas são importantes, as seguintes interações são as que geram problemas de maior gravidade entre medicamentos de todos os grupos estudados neste ponto são:

➢ Interações com antiinflamatórios não esteróides (AINES):

Os AINES inibem a síntese de prostaglandinas e tromboxanos e, desta forma, possíveis interações podem ocorrer com fármacos que dependem de níveis séricos desses mediadores químicos, outro fator relevante é o alto gral de ligação protéica desse grupo farmacológico. Estes são considerados uma classe terapêutica importante, uma vez que são muito prescritos e, além disso são utilizados como auto-medicação, o que destaca o papel do
…exibir mais conteúdo…
Segue abaixo alguns exemplos de interações com fármacos que atuam no SNC.

Os benzodiazepínicos potencializam os efeitos do álcool e de outros depressores do SNC, entretanto são consideravelmente menos perigoso do que outros fármacos.

A vitamina B6 (piridoxina) aumenta o metabolismo periférico da Levodopa e diminui sua eficácia.

ADTs: Aspirina e fenilbutazona aumentam os efeitos dos ADTs porque diminuem sua ligação à albumina plasmática, aumentando sua disponibilidade no SNC; neuroléticos e alguns esteróides diminuem o metabolismo hepático dos ADTs e aumentam seus efeitos; os ADTs potencializam os efeitos do álcool, podendo provocar sedação tóxica e depressão respiratória fatal; o uso concomitante de ADTs e iMAO pode provocar potencialização mútua, caracterizada por hipertensão, hiperpirexia, convulsões e coma.

ISRSs: Não devem ser utilizados com os iMAO devido ao risco letal de “síndrome da serotonina”, caracterizada por tremores, hipertensão e colapso cardiovascular. Requeremse períodos de seis semanas para que o outro fármaco possa ser administrado.

iMAO: Seu uso concomitante com tiramina (presente em queijos maturados, fígado de galinha, cerveja e vinho tinto) provoca liberação de grande quantidade de catecolaminas,causando cefaleia, taquicardia, náuseas, hipertensão, arritmia cardíaca e acidente vascular cerebral.

A clorpromazina, flufenazina e o haloperidol, quando associados com drogas

Relacionados

  • INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS
    2004 palavras | 8 páginas
  • Interações Medicamentosas - Apostila Uninove
    15494 palavras | 63 páginas
  • ESTUDO DIRIGIDO FARMACOLOGIA ENFERMAGEM Docx
    896 palavras | 4 páginas
  • O uso indiscriminado de medicamentos
    2214 palavras | 9 páginas
  • Fitoterapicos
    1662 palavras | 7 páginas
  • FARMACOLOGIA
    623 palavras | 3 páginas
  • Medicamentos - simeticona, espironolactona, pravastatina e escopolamina
    970 palavras | 4 páginas
  • CALCULO DE DOSES
    6173 palavras | 25 páginas
  • FARMACOLOGIA
    6196 palavras | 25 páginas
  • Trabalho De Farmacologia
    2898 palavras | 12 páginas