Introdução ao pensamento científico sobre o social as fontes da verdade

4668 palavras 19 páginas
TEXTO 01 (Prof. Ricardo)
INTRODUÇÃO AO PENSAMENTO CIENTÍFICO SOBRE O SOCIAL
AS FONTES DA VERDADE Ao longo da história da humanidade, os seres humanos buscaram orientação de diversos modos como fonte de verdade para explicação dos fatos ou da realidade. Há muitas fontes de verdade passíveis nas quais os indivíduos se baseiam para compreender os fenômenos que os rodeiam e que são anteriores ao método cientifico. Entre estas podemos citar (Horton e Hunt): a intuição, a autoridade, a tradição, o bom senso e, finalmente a ciência.
A INTUIÇÃO
Podemos definir intuição como a capacidade de perceber, discernir ou pressentir uma explicação independentemente de qualquer raciocínio ou análise. A intuição pode ser responsável pela elaboração de
…exibir mais conteúdo…
O senso comum é como as pessoas, de modo geral, abordam um problema, um fato social, fazendo-o sem nenhuma profundidade, baseando-se na primeira impressão que têm sobre o fenômeno. Surge daí um conjunto de crenças que as pessoas passam a ter em comum, sem ter sido feita nenhuma abordagem sistemática e organizada de verificação da realidade. Algumas frases costumeiras que indicam manifestações de senso comum são: as mães estão sempre certas; todas as mulheres são más motoristas; todo político é corrupto. São frases que emitem juízos de valor e nas quais muitas pessoas se baseiam provocando ações que poderão estar incorretas, pois partiram de uma premissa não comprovada. O senso crítico é desenvolvido pelas pessoas que abordam os problemas de forma metódica e organizada e que não se satisfazem com a primeira impressão que causa de determinado fenômeno. Utilizam o método cientifico para analisar os fatos sociais, que podem ser motivados por fatores absolutamente contrários aqueles que o senso comum induz. Utilizando-se o senso critico, pode-se compreender que mães, mulheres de um modo geral e políticos são conjuntos diversos de pessoas que apresentam algo em comum; no entanto são formados de indivíduos que passaram por diferentes processos de socialização e poderão dar respostas totalmente deferentes perante os mesmos problemas, bem como apresentar

Relacionados

  • Correntes filosóficas do século xx
    5250 palavras | 21 páginas
  • A importancia do conhecimento cientifico
    2208 palavras | 9 páginas
  • Novas ideologias da revolução industrial
    3864 palavras | 16 páginas
  • Ruptura epistmológica nos processos de investigação
    2155 palavras | 9 páginas
  • Resumo duroselle, jean-baptiste. todo império perecerá
    2039 palavras | 9 páginas
  • RESENHA DA OBRA INTRODUÇÃO AO PENSAMENTO EPISTEMOLÓGICO DE JAPIASSU
    1434 palavras | 6 páginas
  • Senso comum e senso crítico
    2705 palavras | 11 páginas
  • Ciencia humana
    11172 palavras | 45 páginas
  • Centro de ensino superior piauiense ltda faculdade piauiense – fap teresina coordenação do curso de licenciatura em história disciplina: psicologia i professora: moema alencar análise do filme: precisamos falar sobre
    5798 palavras | 24 páginas