Investigando a liberdade humana

969 palavras 4 páginas
Colégio Cebam

Investigando a Liberdade Humana

Brenda da Conceição Silva e Bruna Victória Urbano
Investigando a Liberdade Humana

* O que é Liberdade A palavra liberdade possui vários significados. Para a filosofia está ligado a inteligência e a razão, bem como o poder temos de dizer “sim ou não”. Num Estado, isto é, numa sociedade em que há leis, a liberdade só pode consistir em poder fazer o que se deve querer e em se querer e em não ser de maneira alguma coagido a fazer o que não se deve querer . Para o filosofo Frances Montesquieu a liberdade e o direito de fazer tudo o que as leis permitem e se um cidadão pudesse fazer o que elas proíbem não haveria mais a liberdade, porque teriam igualmente esse poder . já o
…exibir mais conteúdo…
De acordo a essa doutrina o homem é dotado de poder de decisão, sendo, pois, plenamente responsável por seus atos.

O pensar é uma forma de liberdade
O homem é considerado um ser livre e autônomo, capaz de pensar por si mesmo, dando resposta original ao mundo e a si próprio. O homem tem consciência de sua liberdade e procura, desse modo, agir de acordo com a lei moral.

* Liberdade e responsabilidade
Dentro de nós existe uma voz interior que nos inclina para o caminho da virtude. O que é virtude? É uma qualidade que constitui o valor do homem moral, isto é, aquele que procura sempre praticar o bem. E essa pratica constante do bem corresponde ao uso da liberdade com responsabilidade.
O homem está condenado à liberdade
Pensadores existencialistas, como Jean-Paul Sartre, levaram às ultimas consequências a idéia de liberdade. Para Sartre, o homem é um ser jogado no mundo, o que para ele significa que a condição fundamental do homem enquanto ser existente é estar, irremediavelmente, “condena à liberdade”.
Para Sartre, não há nenhuma situação em que não nos encontremos livres. Se estivermos diante de uma situação em que julgamos estar sobre a imposição de forças superiores à nossa vontade, ainda assim estamos livres, porque estamos julgando a situação como tal. Na verdade, nada pode estar acima da nossa vontade, nem mesmo a nossa consciência, porque podemos tomar decisões contrarias à própria razão. Por nossa vontade é incondicionada.

Relacionados

  • DEFINA O CONcEITO DE ÉTICA na produção do conhecimento
    450 palavras | 2 páginas
  • Psicologia humanista-visão de homem (resumo)
    592 palavras | 3 páginas
  • Exercicio de filosofia
    1386 palavras | 6 páginas
  • Socrates
    1284 palavras | 6 páginas
  • Resenha do livro de nilo batista - introdução crítica ao direito penal brasileiro
    885 palavras | 4 páginas
  • DIREITO PENAL DO EQUILIBRIO FICHAMENTO
    5414 palavras | 22 páginas
  • Estudo da Sociologia
    993 palavras | 4 páginas
  • 1. Que quer dizer a palavra critica?
    1158 palavras | 5 páginas