Irmandades e confrarias

7828 palavras 32 páginas
[pic]

INTRODUÇÃO

No período colonial as Irmandades eram organizações sociais de leigos católicos fundamentas também na prática da fé e da caridade.

No geral o ápice das atividades das Irmandades eram as festas que realizavam em homenagem aos seus santos de devoção. Cada Irmandade tinha o seu santo padroeiro. As Irmandades dos Homens Pretos comumente têm Nossa Senhora do Rosário como santa de devoção, mas também existem Irmandades dos Homens Pretos de São Benedito, de Santa Ifigênia, de São Sebastião, etc. São os famosos santos de congado.

Diante disto, nos propomos apresentar de uma forma resumida, algumas irmandades/ confrarias católicas; com o propósito de compreendermos a
…exibir mais conteúdo…

O movimento foi entendido pela igreja como engajamento dos negros de bom procedimento e implicava conseqüentemente na valorização e qualificação social no sistema escravocrata, esta associação serviu de ponto de concentração das reivindicações sociais e órgãos assistências aos seus componentes, como também era ponto de reunião para conversação e discussões políticas e religiosas, formando-se uma sociedade organizada. Nesse contexto, observa-se que a religiosidade no Brasil, desde os tempos coloniais, pôs em confronto a base cristã e a múltipla tradição das várias etnias negras para aqui transportadas. Parte da cultura, que se definia plurifacetada, as imposições sócio-econômicas geraram situações de conflitos entre o mundo branco, cristão-católico, que se definia intolerante ao impor seus valores a uma camada negra escrava. Num hibridismo de crenças surgiram associações religiosas como as Irmandades de Pretos, uma das poucas formas de associações de pretos permitidas pela Coroa Portuguesa. A Igreja via nessas associações o espaço possível para a doutrinação coletiva. Para os negros - escravos ou forros - as irmandades significavam respostas para graves problemas como o de deixar seus mortos sem serem sepultados ou serem enterrados como indigentes pela caridade das Santas Casas de Misericórdia. Naquela época, as irmandades instituíam uma nova modalidade da identidade étnica para os negros, mesmo que prescindida da cultura e da

Relacionados

  • Igreja da Boa Morte Limeira
    4188 palavras | 17 páginas
  • Agentes modeladores das cidades brasileiras no oeriodo colonial - fichamento
    1630 palavras | 7 páginas
  • dança ligada a cultura do sagrado
    2014 palavras | 8 páginas
  • Resenha do livro "o imperio do divino"
    6199 palavras | 25 páginas
  • Substantivos coletivos
    891 palavras | 4 páginas
  • O verdadeiro maçom
    1217 palavras | 5 páginas
  • Morfologia igrejas
    1780 palavras | 8 páginas
  • Cultura afro-brasileira
    3978 palavras | 16 páginas
  • Os Jesuitas na Amazonia
    1778 palavras | 8 páginas
  • Trabalho sobre a cultura afro brasileira
    4926 palavras | 20 páginas