Justiça e o direito natural de hans kelsen

765 palavras 4 páginas
A RAZÃO PRÁTICA EM KANT * Kant importa-se com o conceito de razão prática para “salvar” o dogma teológico de liberdade. A razão é dotada de causalidade em relação ao seu objeto. Cada indivíduo irá agir de acordo com a sua vontade, portanto esta razão é livre. A vontade é livre, a razão prática é livre, e a razão prática é vontade. E a razão judiciante é livre também, o juízo é função específica da razão. Faculdade de julgar é uma potência da razão cognoscente. Nisso consiste a sua liberdade. * Devido a razão prática se identificar com a vontade, ela se torna uma ação legisladora. Foi o próprio Kant disse: Somente a razão prescreve ao ser racional o dever-ser.

O SENTIMENTO JURÍDICO COMO FUNDAMENTO E FONTE DO DIREITO NATURAL
“Sorria mesmo que o seu sorriso seja triste; porque mais triste do que um sorriso triste é a tristeza de não poder sorrir”. * O que determina a conduta do homem é o sentimento, não a razão. * Houve uma tentativa de deduzir normas de justiça válidas do sentimento jurídico. * Assim, se manteria a doutrina do direito natural, ameaçada pelo positivismo relativista que conduz ao ceticismo e a dúvida. * Há duas significações diferentes da palavra direito. E a expressão “Sentimento Jurídico” irá se adequar a cada uma delas. Então, leva-se em questão: * DIREITO POSITIVO e JUSTIÇA estão devidamente separados; * Quanto ao DIREITO POSITIVO, seria a atitude psíquica externada na aprovação ou desaprovação do homem a uma ordem

Relacionados

  • Filosofia do direito capítulo 2 origens: a grecia clássica e o direito natural
    734 palavras | 3 páginas
  • Fichamento de “Pluralismo, Direito e Justiça Distributiva” de Gisele Cittadino
    2383 palavras | 10 páginas
  • Território Segundo Hans Kelsen
    1503 palavras | 6 páginas
  • O Iluminismo e o Direito Natural
    3625 palavras | 15 páginas
  • Justo e Injusto - Conceito de Justiça em Aristóteles e Hans Kelsen
    4538 palavras | 19 páginas
  • DIREITO NATURAL E DIREITOS CIVIS EM ROUSSEAU
    1415 palavras | 6 páginas
  • Trabalho Direito Positivo E Direito Natural
    717 palavras | 3 páginas