Justo e Injusto - Conceito de Justiça em Aristóteles e Hans Kelsen

4538 palavras 19 páginas
Biografia de Aristóteles

Aristóteles nasceu em 384 a.C. em Estagira, na Macedônia (então sob influência grega e onde o grego era a língua predominante), filho de um médico. Aos 17 anos foi enviado à Academia de Platão, em Atenas, onde estudou e produziu filosofia durante 20 anos - parte de sua obra no período tem o objetivo de atacar a escola rival, de Isócrates, segundo a qual a finalidade do ensino era levar os alunos a dominar a retórica para serem capazes de defender qualquer ponto de vista, dependendo do interesse. Na Academia, a finalidade da educação era alcançar a sabedoria. Com a morte de Platão, em 347 a.C., Aristóteles mudou-se para Assos, na atual Turquia, possivelmente decepcionado por não ter sido escolhido para substituir o mestre na direção da Academia. Em 343 a.C., foi chamado por Felipe II, da Macedônia, para educar seu filho, Alexandre, e permaneceu na função durante vários anos, até que o pupilo começou a conquistar um vasto império (que incluía a Grécia, anexada por seu pai). De volta a Atenas, Aristóteles fundou a própria escola, o Liceu, desenvolvendo uma obra marcadamente antiplatônica. Depois da morte de Alexandre, Aristóteles passou a ser perseguido por ter colaborado na educação do imperador macedônio. Refugiou-se em Calcis, onde morreu em 322 a.C.

O início da Época Helenista

Aristóteles era um jovem estudante da Academia de Platão, em Atenas, quando, em 359 a.C., Felipe II, da Macedônia, interveio militarmente na Grécia. Uma tardia reação dos

Relacionados

  • Teoria pura do direito segundo hans kelsen
    4300 palavras | 18 páginas
  • Positivismo juridico de Hans Kelsen e Hart
    1304 palavras | 6 páginas
  • A NATUREZA DA CIÊNCIA JURÍDICA: a polêmica entre o normativismo de Hans Kelsen e o sociologismo (hermenêutica do Direito vivo) de Eugen Ehrlich1
    6540 palavras | 27 páginas
  • Doutrina de han kelsen
    1429 palavras | 6 páginas
  • Justiça e o direito natural de hans kelsen
    765 palavras | 4 páginas
  • HANNA ARENDT E A BANALIZAÇÃO DO MAL CONTRAPOSTA COM AS TEORIAS DE HANS KELSEN E MAX WEBER
    2117 palavras | 9 páginas
  • A relação da transcendentalidade kantiana e a norma fundamental de kelsen
    3200 palavras | 13 páginas
  • Pré-Projeto Monografia - Justiça em Aristóteles
    1107 palavras | 5 páginas
  • positivismo normativismo de hans kelsen
    1722 palavras | 7 páginas