Keynesianismo-fordismo

2208 palavras 9 páginas
Keynesianismo - fordismo e a generalização da Política Social

No período do pós-crise de 1929 à 1932 após a Segunda Guerra Mundial trouxe a tona os fundamentos da expansão e a consolidação da Política Social quando o capitalismo entrou na sua fase madura, fase essa em que o capitalismo vai amadurecer as suas condições objetivas e vai se expandir após a Segunda Guerra Mundial. Esse período foi marcado em seus primeiros 30 anos com taxas de lucros muito altos, ganhos de produtividade para as empresas, políticas sociais para os trabalhadores e por uma forte expansão; onde nesse mesmo período o Estado Social vai se levantar denominando-se esse período como anos “gloriosos” ou de “ouro”.
O capitalismo tardio ou maduro se caracteriza por um
…exibir mais conteúdo…
Gerar emprego dos fatores de produção de serviços públicos, além da produção provada; 2. Aumentar a renda e promover maior igualdade, por meio de serviços públicos, dentre eles as políticas sociais.

O keynesianismo se juntou ao pacto fordista que é um modelo econômico que gera produção e consumo em massa, pois o fordismo foi mais que uma mudança técnica, que através da introdução da linha de montagem e da eletricidade regulou as relações sociais em políticas determinadas. A sua introdução no ano de 1914 com a jornada de trabalho a oito horas e com um salário de oito dólares para os trabalhadores da linha mecânica nas fábricas de Henry Ford foi uma novidade e também com a introdução dos princípios tayloristas e de fayol aconteceram um aumento brutal da produtividade do trabalho que tinha em vista o controle do tempo e um conjunto de estratégias por parte da gestão, pois em Ford o que era novo foi sua perspectiva de combinar produção em massa com consumo de massa gerando desse modo um novo sistema de reprodução da força de trabalho.
Em 1916 Ford contratou assistentes sociais para controlar os trabalhadores em seu modo de vida e de consumo nas fábricas, tendo como estratégia gerar entre os operários das fábricas padrões de consumo que eram compatíveis com os interesses da empresa e esse seu método só serão adotados

Relacionados

  • Fordismo, Toyotismo e Keynesianismo
    1156 palavras | 5 páginas
  • KEYNESIANISMO-FORDISMO E A GENERALIZAÇÃO DA POLÍTICA SOCIAL
    2228 palavras | 9 páginas
  • As características dos seguintes modos de produção: fordismo, taylorismo, keynesianismo:
    1241 palavras | 5 páginas
  • Keynesianismo-fordismo e a generalização da política social
    4302 palavras | 18 páginas
  • Fichamento de citação com comentário do livro: política social – fundamentos e história, capítulo 3- keynesianismo-fordismo e a generalização da política social.
    3939 palavras | 16 páginas
  • Conceitos de fordismo
    2451 palavras | 10 páginas
  • Resumo do capítulo 3 e 4 do livro politíca social de faleiros
    1209 palavras | 5 páginas
  • a grande crise
    1838 palavras | 8 páginas
  • Economia política capitalismo contemporâneo
    3483 palavras | 14 páginas
  • Resumo - crise do fordismo
    4066 palavras | 17 páginas