Linguagem Jurídica

1439 palavras 6 páginas
Linguagem Jurídica

1) Linguística jurídica
Dedica-se ao estudo da linguagem do direito e possui duas subdivisões a- Linguística- É constituída de signos como as palavras e os enunciados. Tem como função observar a representação gráfica, falada e escrita, estas denominadas signos fônicos. b- Jurídica- É conhecida como uma mescla entre o direito e a linguagem.

2) Linguagem Jurídica
Dentro dela existem signos anunciadores que facilitam a identificação de um texto jurídico.
Um exemplo é o endereçamento feito na inicial de um processo, onde é indicado o destinatário do documento. Esses signos estão presentes no endereçamento e possibilitam a classificação desta lauda como um texto jurídico.

Entre os signos anunciadores existem aqueles que só possuem significado perante o universo do Direito, esses são chamados de “termos de pertinência jurídica exclusiva”. O conjunto de signos forma o vocabulário jurídico, este é uma das bases do Direito. Também entram nessa classificação de embasamento os signos anunciadores que precedem o discurso jurídico.

A existência da linguagem jurídica é afirmada pois um não jurista não a compreende de imediato, principalmente por meio da existência dos “ termos de pertinência jurídica exclusiva” já citados anteriormente.

3) Vocabulário Jurídico
É composto de signos com significados particulares do direito, entre eles:

Termos com o mesmo significado na língua comum e no direito

Termos com significados diferentes na

Relacionados

  • Resumo informativo Vicios da Linguagem Juridica
    850 palavras | 4 páginas
  • EXERCICIOS DO LIVRO MANUAL DE LINGUAGEM JURIDICA
    1051 palavras | 5 páginas
  • Linguagem Jurídica: é difícil escrever direito?
    334 palavras | 2 páginas
  • Atributos da Linguagem Jurídica
    6139 palavras | 25 páginas
  • Resumo capítulo 3 "linguagem jurídica" (maria josé constantino petri)
    552 palavras | 3 páginas
  • linguagem juridica
    4611 palavras | 19 páginas
  • Argumentaçao juridica
    3628 palavras | 15 páginas
  • Hermenêutica juridica
    3824 palavras | 16 páginas