Linguagem ordinária

2160 palavras 9 páginas
Universidade Federal de Pelotas
Faculdade de Filosofia

Seminário de História da Filosofia Contemporânea

A LINGUAGEM ORDINÁRIA em RYLE

Trinta de novembro de dois mil e onze

Resumo: Este artigo tem por fim abordar problemas sobre a linguagem ordinária, segundo o filósofo Gilbert Ryle, com enfoque em sua utilização.

A LINGUAGEM ORDINÁRIA

Em seu artigo ‘A Linguagem Ordinária’, Ryle tem a pretensão de desadulterar, conforme suas palavras, os argumentos dos filósofos acerca das referências ao que dizemos e não dizemos, ou ao que podemos ou não dizer.
Ryle faz um contraponto entre a frase ‘a utilização da linguagem ordinária’ e a frase ‘a utilização ordinária da expressão “...”’.
…exibir mais conteúdo…
Alguns problemas da filosofia se constituem pela existência de emaranhados lógicos no pensamento e no discurso de todo mundo, especialistas ou não. Os conceitos de causa, evidência, conhecimento, erro, etc., não são particulares de um grupo de pessoas. Nós os empregamos antes de desenvolver teorias especializadas, pertencem ao rudimento de todo pensamento. Disso não se segue que todas as questões filosóficas sejam sobre esses conceitos rudimentares.

Utilização
A frase ‘a utilização ordinária (canônica) da expressão “...” ’ é pronunciada, muitas vezes, de modo que a ênfase recai sobre a palavra ‘expressão’ ou ‘ordinária’, negligenciando o destaque à palavra ‘utilização’. Na verdade, a palavra operativa é ‘utilização’.
O problema de Hume não era sobre a palavra ‘causa’; era acerca da utilização de ‘causa’. Tal problema não era sobre um fragmento da língua inglesa em nenhum sentido que não fosse, ao mesmo tempo, um problema acerca de um fragmento de outra língua. Poderíamos discutir sobre o que posso ou não fazer com uma moeda de vinte centavos, mas tal discussão não seria sobre a data, ingrediente, forma ou cor da moeda. Seria uma discussão sobre o poder aquisitivo de uma moeda deste valor, não a respeito desta moeda em particular. Enfatizar a palavra ‘utilização’ evidencia o fato de que a investigação em questão é sobre o que se faz

Relacionados

  • Seminário iii ibet fontes do direito tributário
    1852 palavras | 8 páginas
  • Seminário iii módulo i ibet fontes
    2751 palavras | 12 páginas
  • Conceitos básicos, algoritmos
    1319 palavras | 6 páginas
  • Alfabetização matemática
    4440 palavras | 18 páginas
  • Equações Diferenciais Ordinárias e Flexão de Vigas
    2876 palavras | 12 páginas
  • Estatuto Associação Estudantes universitários
    4849 palavras | 20 páginas
  • Lei complementar 95/98
    1952 palavras | 8 páginas
  • Positivismo juridico de Hans Kelsen e Hart
    1304 palavras | 6 páginas
  • Filosofia da linguagem
    1932 palavras | 8 páginas
  • Ação de Reconhecimento e Dissolução de união estável com partilha de bens
    1508 palavras | 7 páginas