Lixo extraordinário e antropologia juridica

3296 palavras 14 páginas
Introdução É uma terapia, um grito, uma dor, estudo solitário; desdobramentos tão pessoais que se pode ouvir a batida de um coração, ver o pulsar das veias, sentir o incômodo de uma geração, o mal-estar de uma civilização. Compreendam-se mal entendidos: estamos começando de novo, num mundo onde cada pegada deve sobrepor-se exatamente à pegada de outrora. Os índios Sioux norte-americanos diziam que “um homem se conhece para sempre pelos rastros que deixou atrás de si”. Esse trecho extraído de (José Manuel Sacadura Rocha- “Prefácio para um Livro Improvável” 2010-Michel Foucault) Vem a somar e introduzir no rico assunto desta resenha critica voltado ao Documentário Lixo Extraordinário e com a contribuição generosa do Livro de José Manuel Sacadura Rocha (Antropologia Jurídica).Para uma melhor compreensão deste trabalho foi visado a necessidade de se explanar em primeiro ponto a causa e a necessidade da conscientização, de todos para a reciclagem e qual o impacto de fator do lixo sobre o mundo. O segundo ponto apresenta se a explanar o documentário assim que apresenta um forte conceito do ser social, da importância que cada ser exerce sobre o mundo , da forma de influencia que pode ser usado como objeto de transformação, atos simples de como pensar no próximo em utilizar algo simples para transformar, vidas, culturas, pensamentos, visões e o mundo.

Reciclagem já!

As atividades humanas são as principais causas geradoras de lixo, é como um grande

Relacionados

  • As contribuições das teorias de emile durkheim, max weber e karl marx para a ciência do direito
    7765 palavras | 31 páginas
  • Biopirataria
    9669 palavras | 39 páginas
  • Por que não é contraditório afirmar que
    14342 palavras | 58 páginas