MARCO CIVIL DA INTERNET

1406 palavras 6 páginas
Marco Civil da Internet
Estima-se que 1,1 bilhão de domicílios em todo o mundo ainda não estão conectados à
Internet, 90% dos quais estão em países em desenvolvimento. No entanto, a tendência é fortemente positiva, com a proporção de domicílios com acesso à internet nos países em desenvolvimento aumentando em 12% em 2008 para 28% em 2013. (dados disponíveis no site da ONU). De acordo com o Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), 40,8% dos domicílios brasileiros têm acesso à internet – o valor não considera a conexão via smartphone dos moradores.
No Brasil, existe um órgão chamado CGI (Comitê Gestor da Internet), criado pela
Portaria Interministerial nº 147, de 31 de maio de 1995, alterada pelo Decreto Presidencial nº
4.829, de 3 de setembro de 2003 e que possui diversas atribuições, entre elas: a elaboração de normas e procedimentos relativos à regulamentação das atividades na internet; a recomendação de padrões e procedimentos técnicos operacionais para a internet no Brasil; o estabelecimento de diretrizes estratégicas relacionadas ao uso e desenvolvimento da internet no Brasil; a promoção de estudos e padrões técnicos para a segurança das redes e serviços no país; a coordenação da atribuição de endereços internet (IPs) e do registro de nomes de domínios usando ; a coleta, organização e disseminação de informações sobre os serviços internet, incluindo indicadores e estatísticas.
O Marco Civil da Internet surgiu como uma solução de aumentar o

Relacionados

  • Os Tres Pilares Do Marco Civil Da Internet
    8260 palavras | 33 páginas
  • A internet das coisas
    937 palavras | 4 páginas
  • Importancia da internet
    4127 palavras | 17 páginas
  • Marco Civil da Internet
    2099 palavras | 9 páginas
  • Pontos Negativos do Marco Civil da Internet
    1360 palavras | 6 páginas
  • Marco Civil da Internet
    2711 palavras | 11 páginas
  • O que é o macro civil da internet
    1247 palavras | 5 páginas
  • marco civil
    4079 palavras | 17 páginas
  • A verdadeira historia da internet
    1600 palavras | 7 páginas