Macroeconomia

949 palavras 4 páginas
PIB é a sigla para Produto Interno Bruto, e representa a soma, em valores monetários, de todos os bens e serviços finais produzidos numa determinada região, durante um período determinado.
O PIB é um dos indicadores mais utilizados na macroeconomia, e tem o objetivo principal de mensurar a atividade econômica de uma região. Na contagem do PIB, consideram-se apenas bens e serviços finais, excluindo da conta todos os bens de consumo intermediários.
Para analisar o comportamento do PIB de um país é preciso diferenciar o:
PIB nominal: calcula a preços correntes, ou seja, no ano em que o produto foi produzido e comercializado.
PIB real: é calculado a preços constantes, onde é escolhido um ano-base para eliminar o efeito da inflação, e é
…exibir mais conteúdo…

Propensão Marginal a Consumir (PMgC):

Essa observação nos indica que uma parcela da renda adicional é destinada ao consumo, enquanto outra parte é destinada à poupança.

Há duas conclusões relevantes. A primeira é a PMgC, que expressa exatamente à porcentagem do aumento na renda direcionada ao consumo. Em termos formais,
A segunda conclusão é que o Consumo Total guarda estreita relação com a Renda. Na verdade, há diversos fatores explicativos do consumo, mas sem dúvida a renda é o mais importante.

O consumo autônomo representa aquele consumo mínimo que as famílias realizarão, mesmo que não recebam nenhuma renda. Nessa hipótese extrema, haverá a queima de poupanças realizadas anteriormente, ou de bens patrimoniais acumulados representação gráfica da função Consumo tem a seguinte forma genérica:

Propensão Marginal a Poupar (PMgP):

Poupança como a diferença entre a renda disponível e o consumo, isto é, a parcela da renda não gasta em bens e serviços. Da mesma forma que o consumo, a poupança também depende da renda. É empiricamente constatado que rendas maiores implicam em maior fatia de poupança. Rendas mais baixas têm alta PMgC, restando pouco para ser poupado.

Definimos a Propensão Marginal a Poupar (PMgP) como a parcela da renda adicional dirigida à poupança. Se considerarmos que a renda distribui-se entre consumo e poupança, então concluímos que PMgC + PMgP = 1 , ou seja, PMgP = 1 – PMgC.

As famílias de renda mais baixa possuem

Relacionados

  • Macroeconomia
    898 palavras | 4 páginas
  • Macroeconomia
    872 palavras | 4 páginas
  • Macroeconomia
    3014 palavras | 13 páginas
  • Macroeconomia
    1640 palavras | 7 páginas
  • Macroeconomia
    614 palavras | 3 páginas
  • macroeconomia
    3393 palavras | 14 páginas
  • Macroeconomia
    2055 palavras | 9 páginas
  • Macroeconomia
    3521 palavras | 15 páginas
  • Macroeconomia
    3562 palavras | 15 páginas