Madonna: atitude controversa

4910 palavras 20 páginas
Universidade Estadual de Campinas

Madonna: atitude controversa.
A virgem e a prostituta.

1

“Quando eu era pequena, minha avó costumava me suplicar para não sair com homens, amar Jesus e ser uma boa menina.
Cresci com duas imagens de mulher: a virgem e a prostituta”.2
Madonna

3

Muito já foi dito e escrito sobre o mito Madonna, desde a mídia sensacionalista, mídia especializada, trabalhos acadêmicos e artigos de estudos sobre indústria cultural, gênero e etc.
Um estudo muito bem elaborado é o de Douglas Kellner em seu A cultura da mídia4 onde ele analisa Madonna como um símbolo dos tempos modernos e como um sucesso de marketing sem igual.
Nesse trabalho, pretendo analisar como Madonna se consolidou como modelo de mulher forte, independente, sedutora e revolucionária e como isso refletiu na sociedade dos anos 1980 e como é vista hoje, vinte e cinco anos depois, a partir de três reportagens da revista já extinta Bizz5 e dos estudos de Kellner.
O texto está divido em duas partes: Madonna de 1984 a 1993 e Madonna de 1994 a 2003. Optei por essa divisão baseada em duas apresentações de Madonna no MTV Music Awards, uma de 19846 e outra em 20037 nas quais são interpretadas duas versões da música Like a virgin (Madonna, Madonna 1983) e nota-se claramente sua diferença de postura, ainda, porém, com sua atitude controversa e chocante.

.
Madonna: 1984-1993

8

“É um sentimento sensacional ser

Relacionados