Marcenaria: análise ergonômica

11502 palavras 47 páginas
1. INTRODUÇÃO

A ergonomia é o estudo da adaptação do trabalho ao homem, de acordo com Iida (1997). Desde o seu surgimento, nos meados da segunda guerra mundial, a ergonomia vem sendo aplicada em grande escala na sociedade atual. No âmbito da engenharia de produção, o estudo da ergonomia é importante no que pauta sobre a melhoria do trabalho. A otimização dos sistemas produtivos não se restringe apenas a modelos estocásticos que visam unicamente os resultados numéricos, porém deve-se levar em conta também o aspecto humano, que é a parte mais importante desse sistema. O estudo ergonômico do ambiente de trabalho fornece parâmetros que possibilitam a melhoria das condições ambientais e humanas, analisando aspectos
…exibir mais conteúdo…
Assim todas as demais combinações de valores de temperatura ambiental, umidade relativa do ar e velocidade do vento, que produzem a mesma sensação térmica. Caso a umidade diminua, ou a velocidade do vento aumente, a temperatura ambiental equivalente pode ser maior, mesmo que o termômetro continue marcado 30ºC. Zona de Conforto Térmico: Segundo Iida (1997), a zona de conforto térmico é delimitada entre as temperaturas efetivas de 20º a 24ºC, com umidade relativa de 40 a 60% e uma velocidade de vento moderada, da ordem de 0,2 m/s. As diferenças de temperatura no mesmo ambiente não devem ser maiores que 4ºC. Esses dados referem-se ao organismo adaptado ao calor.

A temperatura do ambiente de trabalho é um fator relevante na saúde no trabalhador, pois o trabalho físico pesado, associado a condições externas desfavoráveis pode provocar um desequilíbrio térmico, com o conseqüente aumento da temperatura corporal. O organismo humano suportará até 39,5ºC, mas somente por curtos espaços de tempo. Já para temperaturas maiores, começam a surgir alterações no sistema nervoso central provocadas pela sobrecarga térmica. Se a temperatura corporal atingir 41ºC, o sistema regulador entra em

Relacionados

  • Ergonomia na serraria
    4248 palavras | 18 páginas
  • Ergonomia: reflexões sobre as contribuições da ergonomia na vida e saúde do trabalhador
    8242 palavras | 33 páginas
  • Um olhar sobre a Igreja Cristã Maranata: análise ergonomica e espacial
    13072 palavras | 53 páginas
  • Senai apostila - higiene e segurança do trabalho
    9618 palavras | 39 páginas
  • Centro de Reabilitação - Arquitetura
    6822 palavras | 28 páginas
  • Segurança do trabalho na agricultura
    8422 palavras | 34 páginas