Maria Bonita e Lampião

1448 palavras 6 páginas
Lampião e Maria Bonita – A história do Cangaço
Personagens:
Lampião: Rubens Thainan
Maria Bonita: Bianca Soares
Corisco: Victória Fernandes
Expedita: Raiane Stefany
Maria Tetê: Raiane Cris
Narrador: Daniela Hiorranna

1° Ato
CENA 1 – Lampião eMaria Bonita se apaixonam

(Lampião com seu bando chega à cidade de Santa Brígida. Um tempo depois vê Maria Bonita conversando com Corisco. Os dois se olham demoradamente e se apaixonam.)
NARRADOR: Emmeados de 1930, Lampião chegava a Santa Brígida, uma pequena cidadezinha no interior da Bahia. Ao passar por ela, se hospedou na casa de Dona Déia e Seu Cazé, então pais de Maria Bonita. Lá acabousendo apresentado à moça pelos próprios pais que muito agradavam o cangaceiro. Ele se apaixonou
…exibir mais conteúdo…
Lampião decide deixar a filha, agora com oito anos, com o casal coiteiro. Mas antes deve convencer Maria Bonita que se recusa. Conseguirá o casal deixar Expedita para trás?
MARIA TETÊ: (Gritando): Corre Povo! Corre Povo! O bando de Lampião chegou agorinha na cidade.(Se desespera): Ai, meu Deus!
( Lampião vai entrando com seu bando e Maria Bonita e a filha Expedita)
LAMPIÃO: É Lampião que vai entrando. Amando, gozando e querendo bem. Bom como arroz doce, estando calmo. Brabo é salamanta!
(Maria Tetê resolve encarar Lampião)
MARIA TETÊ: Num permito abuso com meu povo! Exigo respeito à lei e ao direito, Capitão Virgulino! (Fala ironicamente.)
LAMPIÃO (Olha pra Corisco que se aproxima): Pois eu lhe digo, que até hoje nunca tinha encontrado uma muié de corage na minha frente... Mas, lei agora sou eu! Direito, os macaco e os coroné político me ensinaro o que é.
MARIA TETÊ (Firme): Pois aqui num tem nada pro sinhô! Nem medo. (Provocando.) E digo mais: O Sertão um dia, há de se livrar de assassino!
LAMPIÃO (Irritado com a ofensa): Dona Maria, respeito muié valente, mas não aturo desaforo. (Apontando a arma.) Comece suas reza!
(Suspense. Lampião está decidido a matá - la.)
EXPEDITA (Angustiada, abraçando Maria): Mainha!
MARIA: Virgulino!
LAMPIÃO (Encarando Dona Maria Tetê): Diga!
MARIA: Dexe esse povo! Garanto a muié.
LAMPIÃO (Afobado, olhando

Relacionados

  • Estética do Cangaço: Influências da moda de Lampião e Maria Bonita na produção de moda de estilistas brasileiros contemporãneos
    1005 palavras | 5 páginas
  • Cangaceiros, contos e coisas do sertão!
    2457 palavras | 10 páginas
  • Lampiao Rei do Cangaço
    4564 palavras | 19 páginas
  • Cangaço e banditismo social
    2393 palavras | 10 páginas
  • plano de aula poema
    1231 palavras | 5 páginas
  • A importância do rio são francisco
    262 palavras | 2 páginas
  • cangaço, guerra do contestado
    997 palavras | 4 páginas
  • Mestre vitalino
    1742 palavras | 7 páginas
  • O casamento da maria feia
    5308 palavras | 22 páginas
  • O xaxado
    1152 palavras | 5 páginas