Martin heidegger

1777 palavras 8 páginas
Introdução

Tivemos a proposta de elaborar um trabalho de uma pequena analise, mostrando as principias características de vida e obra do autor Martin Heidegger. Martin Heidegger filósofo alemão nasceu em Messkirch no dia 26 de setembro de 1889, foi aluno de Edmund Husserl. A sua linguagem, de aparência abstrata, refere-se a temas concretos e estimulantes: o poder, a técnica, a manipulação do homem na sociedade atual, a liberdade. Sua principal obra e a que se deu seu pensamento é através do "Ser e Tempo", Heidegger aborda a questão do Ser através do método fenomenológico, fazendo da reflexão acerca do Ser seu ponto de partida. Este autor aponta o fato de que, através do próprio homem, é que se dá o caminho para se
…exibir mais conteúdo…
O homem deve tentar "saltar", fugindo de sua condição cotidiana para atingir seu verdadeiro "eu". Segundo Heidegger a partir desse estado de angustia, abre-se para o homem uma alternativa, fugir de novo para o esquecimento de sua dimensão mais profunda, isto é, o ser, e retorna ao cotidiano, ou supera a própria angústia, manifestando seu poder de transcendência sobre o mundo e sobre si mesmo. Portanto um dos temas chaves de Heidegger, o homem pode transcender, o que significa dizer que o homem esta capacitado a atribuir um sentido ao ser. O homem esta naturalmente fora de si mesmo, sobre o mundo, em relação direta com o mundo que ele produz e para o qual ele se projeta intensamente. A angústia segundo Heidegger é, dentre todos os sentimentos e modos da existência humana, aquele que pode reconduzir o homem ao encontro de sua totalidade como ser e juntar os pedaços a que é reduzido pela imersão na monotonia e na indiferenciação da vida cotidiana. A angústia faria o homem elevar-se da traição cometida contra si mesmo, quando se deixa dominar pelas mesquinharias do dia-a-dia. O ser humano jamais seria um ser acabado e nunca seria tudo aquilo que pode ser, estaria sempre diante de uma seria infinita de possibilidades, sobre as quais se projeta. Estabelecendo um estado de tensão entre aquilo que o homem é e aquilo que virá a ser, essa projeção constituiria a

Relacionados

  • O que é uma coisa? ( Martin Heidegger)
    808 palavras | 4 páginas
  • Filósofos contemporâneos: foucault, heidegger, sartre
    3570 palavras | 15 páginas
  • Uma possível compreensão de “a linguagem é a casa do ser.” de heidegger
    2330 palavras | 10 páginas
  • Resenha - Norberg-Schulz - O fenômeno do Lugar
    685 palavras | 3 páginas
  • Heidegger, contruír, pensar, habitar
    1253 palavras | 6 páginas
  • Filosofia E Religi O
    3688 palavras | 15 páginas
  • Teoria da Literatura
    843 palavras | 4 páginas
  • A topologia do ser e a geopulitica do conhecimento//Nelson Maldonado Torres
    1442 palavras | 6 páginas
  • Análise crítica - livros sapienza, b. t. conversa sobre terapia. são paulo: educ, 2004. e heidegger, m. in coleção os pensadores. são paulo: abril cultural, 1983.
    1490 palavras | 6 páginas