Mary parker follet

3834 palavras 16 páginas
Mary Parker Follett - A profetisa do gerenciamento
Mary Parker Follett nasceu em Quincy, no ano de 1868, e foi uma autora norte-americana que ficou conhecida como a “profetisa do gerenciamento”. Formou-se em filosofia, direito, economia, serviço social e administração pública.

Como cientista política, assistente social nos anos 20, afirmava que ninguém pode nos dar a democracia, devemos aprender a democracia. Ela dizia que ser democrata é aprender como viver com outros seres humanos. Para ela o indivíduo não é parte do todo, nem uma peça na máquina, nem tampouco um órgão dentro de um organismo; é de um ponto de vista do Todo, ele mesmo.

Follett usava o conceito de grupo com o significado de associação sob a lei da interpenetração. Suas idéias de construção da cidadania são tão avançadas que, publicadas em 1920 sob o título The New State – Group Organization The Solution of Popular Government, são hoje consideradas futuristas e ela está sendo nomeada mundialmente como a profeta do gerenciamento.

Ela sustenta que a organização moderna precisa, acima de tudo, de pessoas capazes de se unir, não das que se unam sem atritos, mas que possam fazer uso de sua união. Destaca que o indivíduo de negócios bem sucedido de hoje é aquele de inteligência cooperativa treinada. Ela afirma que o mundo deposita um grande valor no indivíduo que é capaz de participar de uma reflexão coletiva e de ações unificadas, havendo posições mais altas oferecidas a ele na empresa e no

Relacionados

  • Mary follett
    2789 palavras | 12 páginas
  • 1234567
    4297 palavras | 18 páginas
  • Vida de inseto e conceitos de teorias da administração
    811 palavras | 4 páginas
  • 100 Anos da gestão
    4393 palavras | 18 páginas
  • Administração científica
    1999 palavras | 8 páginas
  • Slides TEORIA COMPORTAMENTAL
    2773 palavras | 12 páginas
  • Gestão com Pessoas
    1682 palavras | 7 páginas
  • Teoria clássica da administração
    1418 palavras | 6 páginas
  • Desenvolvimento da Teoria de Administração Democrática e Balanço da literatura em Gestão Pública
    2949 palavras | 12 páginas