Mecanismo de ação dos herbicidas

10321 palavras 42 páginas
TRABALHO DE PLANTAS DANINHAS
CENTRO SUPERIOR DE ENSINO DE PESQUISA DE MACHADO
CURSO DE AGRONOMIA
MACHADO – MG
2009
2
TRABALHO DE PLANTAS DANINHAS
Trabalho apresentado como parte as exigências da disciplina plantas daninhas do curso de agronomia do Centro Superior de Ensino e Pesquisa de Machado.
Prof.
CENTRO SUPERIOR DE ENSINO DE PESQUISA DE MACHADO
MACHADO - MG
2009
3
MECANISMOS DE AÇÃO DE HERBICIDAS
Introdução:
O primeiro ponto importante que deve ser esclarecido é a diferença entre mecanismo de ação e modo de ação. Considera-se que o mecanismo de ação diz respeito ao primeiro ponto do metabolismo das plantas onde o herbicida atua. Neste caso, o mecanismo de ação é normalmente o primeiro de uma série de eventos metabólicos
…exibir mais conteúdo…
Como conseqüência, muitas partidas feitas inicialmente continham níveis inaceitáveis de um subproduto da síntese do 2,4,5-T: a tetraclorodibenzo-dioxina (TCDD). Os efeitos cancerígenos desse contaminante, principalmente aqueles de longo prazo, permanecem ainda envoltos em certo mistério e confusão, dando origem a muita controvérsia.
1.1) Características gerais:
1. Afetam o crescimento das plantas de maneira similar à auxina natural das plantas (AIA). No entanto, são mais persistentes e mais ativos que o AIA;
2. Todos são translocados tanto via floema quanto pelo xilema e, portanto, podem controlar diversas plantas perenes. Existe, entretanto, grande diferença de translocação entre produtos e, para um mesmo produto, diferenças entre espécies de plantas;
3. Efeitos no crescimento das plantas podem ser notados em doses muito baixas. Pulverizadores reutilizados sem lavagem ou limpos de forma não adequada ou pequenas quantidades desses produtos carregados por deriva podem causar sérios prejuízos em culturas sensíveis;
4. Com exceção do picloram, não persistem no solo por mais do que uma safra;
5. Todos possuem baixa toxicidade para mamíferos;
6. Controlam basicamente plantas daninhas dicotiledôneas, anuais ou perenes. Seletivos para gramíneas em geral;
7. Em misturas com outros produtos, são utilizados como dessecantes e no controle de arbustos também;
8. Para evitar problemas de deriva, deve-se evitar aplicações de baixo volume e

Relacionados

  • Mecanismo de ação dos corticosteróides
    1540 palavras | 7 páginas
  • Mecanismo de funcionamento do sistema nervoso
    2483 palavras | 10 páginas
  • Mecanismo de adição:síntese do dibenzalacetona
    1658 palavras | 7 páginas
  • plano de ação do PCA
    1515 palavras | 7 páginas
  • Mecanismos de defesa do eu
    919 palavras | 4 páginas
  • Mecanismo de ação de anticoagulantes
    3378 palavras | 14 páginas
  • Mecanismo de analgesia atraves do uso do tens
    1757 palavras | 8 páginas
  • trabalho mecanismo de reparo do DNA
    2366 palavras | 10 páginas