Mobiliário Renascença

1351 palavras 6 páginas
Mobiliário Renascença
1. Renascença Italiana
A casa passa-se de apenas uma habitação para o sentido de residência, sendo assim o mobiliário passa a fazer parte do interior, integrando junto ao planejamento arquitetônico. No começo do século 12 ocorre uma grande mudança quanto ao mobiliário, tornando os móveis cada um independente do outro quanto a sua forma e agregando junto a sua forma a ideia do conforto que se espalhou por toda a Europa e também ouve a crescente melhoria na qualidade do móvel devido a iniciação das atividades coorporativas. A Renascença italiana resplandece em beleza, ostentação e luxo. O mobiliário dessa época é caracterizado por peças bem trabalhadas, que eram extremamente decorativas quando era de uso doméstico. A mobília ainda prevalece um sentido medieval. O material mais utilizado era a madeira (carvalho). Sua primeira inovação foram nas “cassones” que nada mais eram do que arcas de madeira decoradas bem elaboradas que eram dadas de presente de casamento, era um móvel bem trabalhado e ornamentado, com entalhes, cenas pintadas com temas da Antiguidade. A Cadeira Savanarola foi muito usada durante a Renascença com características distintas das regiões. Ela feita de modo que parece ser dobrável porém ela é fixa. Era feita basicamente de nogueira.

2. Renascença Francesa
Nessa época o que diferencia da Renascença Italiana é a opção pelo gosto mais refinado, alegre e delicado. Foi o primeiro país da Europa a aderir o Renascimento Italiano pelo fato

Relacionados

  • História do Mobiliário
    1780 palavras | 8 páginas
  • ESTILOS DE DECORAÇÃO INTRODUÇÃO
    1467 palavras | 6 páginas
  • Laboratorio protese
    2782 palavras | 12 páginas
  • Verniz
    1446 palavras | 6 páginas
  • Artesanato como elemento da cultura cearense
    4216 palavras | 17 páginas
  • Resumo do livro Territorio Plural
    2171 palavras | 9 páginas
  • Historiá da maquiagem
    2994 palavras | 13 páginas
  • Moda e Indústria Cultural: Uma Relação Concisa
    4253 palavras | 18 páginas