Neocolonialismo em áfrica

4464 palavras 18 páginas
Departamento das Ciências Sociais e Humanas
Curso de História
Título: O Neocolonialismo em África: As visões de Kwame Nkrumah e Félix Houphouët-Boigny

DOCENTE: Odair Varela

DISCENTES: Calvino Moniz
Ivan Macedo
Madjer Moniz
Yannick Carvalho

Praia
Ano Lectivo 2012/13
ÍNDICES
Introdução ------------------------------------------------------------------------------------------ Pág. 2
Cap. I – O Neocolonialismo -------------------------------------------------------------------- Pág. 3
Cap. II – Neocolonialismo em África --------------------------------------------------------- Pág. 4
Cap. III – Visões de N`krumah e Houphouet Boigny ------------------------------------- Pág. 9
3.1 – Biografia de Kwame N`krumah
…exibir mais conteúdo…
Em seu livro “Neocolonialismo – ultimo estágio do imperialismo” N 'krumah avalia o neocolonialismo com um estágio avançado do imperialismo que não se configura em um neo-imperialismo. Trata-se de uma reestruturação de práticas que ao invés de renovar, produz algo diferente que compõe um sistema de dominação política que usa como forma de coerção agenciamentos económicos e financeiros. Assim, nos territórios neocolonialistas, uma vez que a antiga potência colonial teoricamente cedeu o controle político, se as condições sociais provocadas pelo neocolonialista causarem uma revolta, o governo neocolonialista local pode ser sacrificado e outro, igualmente subserviente, posto em seu lugar (N 'KRUMAH, 1967: 8)

CAPÍTULO II – O NEOCOLONIALISMO EM ÁFRICA

Segundo N`Krumah, na sua obra a África deve unir-se, o maior perigo que a África enfrenta actualmente é o neocolonialismo, cujo principal instrumento é a balcanização. Ele define este termo como a expressão que melhor explica a divisão entre os estados africanos, dizendo que este termo foi inventado para designar a política das grandes potências que dividiram a parte europeia do antigo Império Turco e criaram na península balcânica vários Estados dependentes e rivais entre si. O resultado desta política foi criar um barril de pólvora que qualquer faísca podia fazer explodir. De facto, a explosão produziu-se em 1914, com o assassinato do arquiduque austríaco em Sarajevo.

Relacionados

  • Colonizacao, indigenato e planos de fomento em Africa e em Mocambique
    8459 palavras | 34 páginas
  • As migraçoes em Africa
    5980 palavras | 24 páginas
  • Escultura em pedra, bronze, ouro e metais nos principais reinos da africa antiga
    1386 palavras | 6 páginas
  • Exercícios sobre neocolonialismo
    1335 palavras | 6 páginas
  • Colonizacao, indigenato e planos de fomento em Africa e em Mocambique
    8459 palavras | 34 páginas
  • Africa
    3480 palavras | 14 páginas
  • Filosofia politica em africa
    5172 palavras | 21 páginas
  • Independência da Africa e Asia
    766 palavras | 4 páginas
  • Guerras civis na africa
    898 palavras | 4 páginas