Nunca lhe prometi um jardim de rosas

1370 palavras 6 páginas
1 INTRODUÇÃO

O livro apresenta a história da experiência de internação num hospital psiquiátrico de uma jovem chamada Deborah que sofria de esquizofrenia e passa por um longo processo de sofrimento e progressiva alienação mental. É um relato de forma detalhada e realista sobre a vida, a patologia e os sintomas dessa.
Seu mundo externo é representado pela família e os amigos da escola e seus conflitos de relacionamento. Seu mundo interior, seu refúgio, é formado por seres místicos, cômicos, extraordinários. O foco do livro é o conflito entre estes dois mundos e a fuga para o mundo interior.
A narrativa ampla apresenta os diversos aspectos da patologia, evoluções e retrocessos.

2 REFLEXÃO

“Nunca lhe prometi um jardim de rosas” é
…exibir mais conteúdo…
No hospital Deborah fez amizade com Carla, como também conversava com outras delas. O hospital era o lugar onde ela podia ser ela mesma, tinha a liberdade para ser “louca”, para ser diferente e livre de pré-conceitos. Lá dentro rolava uma norma hierárquica criada pelas próprias pacientes, a Ala A e B ficavam as “malucas”, “birutas”, “piradas” e na Ala

Relacionados

  • analise do filme nunca lhe prometi um jardim de rosas
    2805 palavras | 12 páginas
  • Reflexões sobre o livro nunca lhe prometi um jardim de rosas
    1273 palavras | 6 páginas
  • Roteiro de um Curta metragem-peça: A moreninha de Joaquim Manuel de Macedo
    3472 palavras | 14 páginas
  • As bodas de Figaro - libretto
    13446 palavras | 54 páginas
  • o noviço
    13372 palavras | 54 páginas
  • Ahmnat, os amores da Morte. pdf
    9852 palavras | 40 páginas
  • Última chance para ver - douglas adams
    17390 palavras | 70 páginas
  • Análise da ética na esfera pública, política e privada
    9501 palavras | 39 páginas