O Brasil deixa de ser colonia

917 palavras 4 páginas
O Brasil deixa de ser colônia

Em 1806, com a decretação do Bloqueio Continental por Napoleão Bonaparte, Portugal se viu diante de um dilema insolúvel. O decreto exigia que as nações europeias deixassem de comerciar com a Inglaterra, fechando seus portos aos navios ingleses. Com isso, Napoleão pretendia quebrar o poderio econômico de seu principal inimigo e exercer total domínio sobre a Europa.
Portugal e Inglaterra eram velhos parceiros comerciais. Acatar o bloqueio imposto por Napoleão significava para Lisboa expor o reino e suas colônias às represálias inglesas. Não acatá-lo, porém, seria uma afronta a Napoleão, e o país correria o risco de uma invasão. Durante quase dois anos, a diplomacia portuguesa procurou ganhar tempo,
…exibir mais conteúdo…
Em moeda sonante, essa gente transportava metade do dinheiro em circulação no reino português. Para os ingleses, isso significava enorme injeção de recursos no mercado colonial, que logo estaria aberto às suas mercadorias e investimentos.
Durante a travessia do Atlântico, uma parte da comitiva, na qual se encontrava o príncipe regente, desviou-se da rota inicialmente traçada e acabou chegando a Salvador em janeiro de 1808. Aí, no primeiro centro administrativo da colônia até 1763, dom João satisfez à expectativa da Inglaterra, decretando ainda em janeiro a abertura dos portos às nações amigas.
Tomada em caráter provisório, a medida estabelecia uma tarifa alfandegária de 24% sobre os produtos importados e de 16% sobre as mercadorias de origem portuguesa. Depois, seguiram-se os tratados de aliança e comércio com a Inglaterra, firmados em 1810. Por esses acordos, o governo português concedeu aos produtos ingleses tarifa preferencial de 15%, abaixo da taxa que incidia sobre os próprios artigos provenientes de Portugal.
Na prática, essa política abolia o pacto colonial e introduzia a liberdade de comércio no que restava do antigo império lusitano. Sua consequência imediata foi o crescimento do comércio exterior brasileiro e, no momento seguinte, do comércio interno da colônia, estimulado pela presença de comerciantes de várias nacionalidades.
Em abril de 1808, já tendo fixado residência no Rio de Janeiro, dom João decretou a suspensão do alvará de 1785, que proibia a

Relacionados

  • Holocausto Brasileiro
    2077 palavras | 9 páginas
  • Cultura e opulência do brasil
    2083 palavras | 9 páginas
  • Resumo: Os Donos do Poder (Raymundo Faoro) – Cap.1
    1379 palavras | 6 páginas
  • portugues
    1871 palavras | 8 páginas
  • Artigo baseado no Livro Escravidão e Razão Nacional.
    1368 palavras | 6 páginas
  • Formação do brasil contemporâneo
    895 palavras | 4 páginas
  • A corrida do ouro no Brasil no século XVIII
    927 palavras | 4 páginas
  • MaryKay Julho
    7237 palavras | 29 páginas
  • Colonialismo africano
    1647 palavras | 7 páginas