O CAPITAL - CRÍTICA DA ECONOMIA POLÍTICA resenha

1832 palavras 8 páginas
Resumo do Texto Número 02
O CAPITAL - CRÍTICA DA ECONOMIA POLÍTICA - Karl Marx

A Assim Chamada Acumulação Primitiva
1 – O Segredo da acumulação primitiva
O dinheiro é transformado em capital, por meio deste, vem a mais-valia e desta vem mais capital. Tudo faz parte de um ciclo, a acumulação primitiva, ponto de partida do modo de produção capitalista. Muitos acumulavam riquezas, enquanto outros não tinham nada, os meios de acumulação primitiva não são nada poéticos. Dinheiro e mercadoria devem ser transformados em capital, pra isso precisa de alguém que posssua mercadorias e alguém que possua dinheiro, meios de produção e de subsistência, que compram a força de trabalho do outro (trabalhadores livres). A relação-capital transforma produtores diretos em trabalhadores assalariados. A acumulação primitiva é o processo de separação entre produtor e meio de produção, é primitiva, pois constitui a pré-história e do modo de produção correspondente.
A estrutura do capitalismo deriva do feudalismo, transformação dos produtores em assalariados. Os capitalistas industriais deslocaram artesãos e senhores feudais, o trabalhador foi escravizado, a exploração feudal foi transformada em capitalista.
2 – Expropriação do povo do campo de sua base fundiária
A servidão na Inglaterra desapareceu no séc XIV e no séc XV a população era constituída de camponeses livres (servo desalojado). Os trabalhadores assalariados da agricultura eram camponeses que em seu tempo livre trabalhavam para

Relacionados

  • A resenha da Teoria Crítica
    8452 palavras | 34 páginas
  • Karl marx, critica da economia politica
    3729 palavras | 15 páginas
  • O sistema nacional da economia política friedrich list, 1841
    1186 palavras | 5 páginas
  • Resenha crítica dialética da dependência
    1341 palavras | 6 páginas
  • Resenha crítica - políticas públicas
    1276 palavras | 6 páginas
  • Categorias da (crítica da) economia política - resumo
    2868 palavras | 12 páginas
  • Fichamento: marx, k. a chamada acumulação primitiva. in: o capital: crítica a economia política. livro i, volume ii. rio de janeiro: civilização brasileira, 1968.
    1065 palavras | 5 páginas