O Comportamento Criminoso

3874 palavras 16 páginas
INTRODUÇÃO

O comportamento criminoso tem se tornado tema de diversas pesquisas, das mais variadas áreas de estudo e atuação, pois o crime tomou conta das cidades sejam elas metrópoles ou interioranas e cada vez mais a sociedade se inquieta diante do fato de que o homicídio tornou-se frequente. Várias são as explicações para estes atos, pois muitos fatores influenciam na capacidade de um indivíduo passar a ser um criminoso. O presente trabalho, desenvolvido na disciplina de psicologia objetiva aprofundar o conhecimento sobre o comportamento criminoso, seus aspectos jurídicos, sociais e psicológicos nos crimes de homicídio, relatando a causalidade para tal comportamento; a aplicação das penas; motivos pelos quais levaram a cometer o
…exibir mais conteúdo…
Em 1994, o crime de homicídio foi incluso no rol dos crimes hediondos, na tentativa de conter a criminalidade, impondo uma resposta punitiva mais severa para os homicidas, o que nem de longe tem diminuído o índice de crimes em nosso país. Leal apresenta um discurso que representa essa idéia:
(...) enfim, com o homicídio agora rotulado de hediondo, o quadro do Direito Penal da intolerância e da severidade está pronto para exercer sua sinistra função de aplicar mais e maior doses de castigo prisional, na vã e equivocada crença de reduzir os alarmantes índices da criminalidade violenta e de gerar maior segurança social.

Não há como analisar o crime e a pena sem levar em consideração o criminoso, em seu aspecto sociopsicológico. O crime sofreu ao longo dos séculos modificações temporais e sociais, assim como o homem que está em constante transformação. A respeito disso ensinam D’Angelo e D”Angelo:
“Entendemos que os crimes contra a vida exigem um estudo não só jurídico, mas também sociológico, filosófico e antropológico”.

O delito é resultado de uma complexa fenomenologia, que está associada ao comportamento humano e às causas que atuam sobre ele. Para tanto foram criadas as penas, com a finalidade de inibir essa prática, a qual não tem a idéia de punição totalmente descartada, porque, esta deve ser suficiente para

Relacionados

  • Trabalho sobre criminologia
    2437 palavras | 10 páginas
  • Crime, desvio e Ordem Social
    2052 palavras | 9 páginas
  • Criminologia
    4823 palavras | 20 páginas
  • Perfil psicológico do criminoso
    15264 palavras | 62 páginas
  • Comportamento desviante, alguns apontamentos
    2130 palavras | 9 páginas
  • Criminologia resumo
    1909 palavras | 8 páginas
  • Classificaçao dos criminosos
    950 palavras | 4 páginas
  • Questões de criminologia - escola clássica
    5499 palavras | 22 páginas
  • Questões criminologia
    1145 palavras | 5 páginas