O GÊNERO HISTÓRIA EM QUADRINHOS COMO PROPOSTA DE AUXÍLIO À EDUCAÇÃO DE SURDOS

3815 palavras 16 páginas
O GÊNERO HISTÓRIA EM QUADRINHOS COMO PROPOSTA DE AUXÍLIO À EDUCAÇÃO DE SURDOS

Por José Augusto da Silva Pinto

RESUMO

A partir do gênero histórias em quadrinhos, buscamos neste artigo a elaboração de uma didática de ensino inovadora para crianças com necessidades especiais, com base na Educação Inclusiva. Este artigo tem como propósito apresentar e discutir um conjunto de informações e ideias como referência para a construção, desenvolvimento e caracterização de histórias em quadrinhos como ferramenta didática à crianças portadoras de necessidades especiais auditivas. Parte-se do pressuposto de que a leitura de histórias em quadrinhos, com a incorporação da alfabetização visual, tem acentuado o desenvolvimento estético e
…exibir mais conteúdo…
2.1 GÊNERO TEXTUAL
As atividades e as produções de linguagens que ocorrem em determinadas construções sociais conduzem a conscientização, a aprendizagem, e, portanto, ao desenvolvimento humano (MACHADO, 2000). As atividades de linguagem se relacionam às diversas formas comunicativas com as quais nos deparamos em um determinado grupo social, o que nos conduz aos estudos de gêneros de texto.
Logo, gêneros são formas de funcionamento da língua e linguagem, sendo elaborados de acordo com as diferentes esferas da sociedade em que o indivíduo se encontre, conforme definições de de Dolz e Schneuly (1996):

“... gêneros textuais, maneira de formar os textos impostos no curso da história textos compostos geralmente de segmentos de discursos e que, para os usuários da língua, constituem-se como modelos e instrumentos necessários para suas atividades de escrita e leitura”.
(Dolz e Schneuly, 1996, p. 75)

Então, compreendemos gêneros de texto como produtos sociais bastante heterogêneos, possibilitando infinitas construções, sendo categorizados por Bakhtin como primários (comunicação cotidiana, simples, espontânea, próprio da produção oral imediata) e secundários (mais elaborados, que se distanciam de uma situação de comunicação imediata). Schneuwly (1994) afirma que os gêneros primários são instrumentos de criação dos gêneros secundários.
Devido a complexidade que estes gêneros podem vir a ter e a necessidade do sujeito de apropriar-se de diversos

Relacionados