O Helenismo e suas principais correntes

950 palavras 4 páginas
O Helenismo E Suas Principais Correntes: Estoicismo, Epicurismo, Ceticismo

Helenismo
O período helenístico iniciou-se em 323 a.C e se desenvolveu até 30 a.C. O termo helenismo é derivado da obra do historiador alemão J.G. Droysen, Hellenismus (1836 – 43), e designa a influência da cultura grega em toda a região do Mediterrâneo Oriental e do Oriente Próximo desde as conquistas de Alexandre. Com isso a cultura grega entra em contato com as demais, produzindo um sincretismo cultural, concretizando-se um dos ideais de Alexandre.
O mundo de hoje tem muito a ver com os gregos, pois foram eles os criadores dos jogos olímpicos, da filosofia, dos fundamentos da ciência e do teatro.
O pensamento do helenismo é essencialmente de escola, pois a
…exibir mais conteúdo…
Epicurismo
Os epicuristas foram grandes defensores de uma física materialista, atomista e mobilista, tendo a teoria do conhecimento epicurista caracterizada pela valorização da experiência imediata. A ética epicurista, assim como a estóica, postulava como principio básico, a felicidade obtida pela tranqüilidade e imperturbabilidade.
Os epicuristas, afirmavam que a alma é matéria, que o universo age por si só e que as questões humanas não sofrem intervenção dos deuses.
O epicursimo, cujo nome deriva de Epicuro, seu criador, sustentava que a felicidade humana consistia apenas na busca e obtenção do prazer. A valorização do prazer como algo natural e a concepção de que a realização de nossos desejos naturais e espontâneos é positiva deram origem à imagem, certamente distorcida de que o epicurista é alguém devotado a uma vida de prazeres, todavia era o contrário, pois a ética que pregavam era severa e moderada, mas não havia destruição dos prazeres e desejos que são expressões de nossa natureza.
Ceticismo
Quanto ao ceticismo e a tradição cética, nota-se que há uma diferença fundamental entre a Academia de Clitômaco e de Carnéades, e o ceticismo. Enquanto os acadêmicos afirmam ser impossível encontrar a verdade, os céticos, por assim dizer "autênticos", seguem buscando a verdade. O cético é aquele que nem afirma nem nega a possibilidade de conhecimento, ele simplesmente diz estar em busca de um conhecimento verdadeiro. Para isso ele está investigando

Relacionados

  • Resumo do helenismo
    1218 palavras | 5 páginas
  • Filosofia pré-socrática
    9830 palavras | 40 páginas
  • Filosofia
    3643 palavras | 15 páginas
  • Fichamento o Mundo de Sofia
    4014 palavras | 17 páginas
  • Período interbíblico
    4238 palavras | 17 páginas
  • A pluralidade do conhecimento: O legado dos gregos.
    1696 palavras | 7 páginas
  • Resenha - panorama do novo testamento
    2397 palavras | 10 páginas
  • Mundo de sofia
    10430 palavras | 42 páginas
  • Vida e obra de fernando pessoa
    2896 palavras | 12 páginas
  • Linha do tempo - Historia geral
    3898 palavras | 16 páginas