O Imperialismo

12023 palavras 49 páginas
O Imperialismo, Passado e
Presente *
Samir Amin **
R e s u m o
Este artigo oferece uma síntese da etapa atual do que o autor chama de terceiro momento de surto imperialista, iniciado em meados do século XX mas que ganhou características novas desde o fim da União Soviética e dos populismos nacionalistas do Terceiro Mundo: o imperialismo coletivo da tríade Estados Unidos/Europa/Japão, sob hegemonia estadunidense. O texto, bastante abrangente, insiste mais, em seu panorama do mundo a partir de tal perspectiva, nas chances de mudanças no sistema mundial que poderiam vir a emergir na Europa (na dependência, entre outros fatores, do estabelecimento de um eixo político Paris-Berlim-Moscou, com possíveis extensões asiáticas) e na China. O autor
…exibir mais conteúdo…
As periferias não são, por essa razão, “estagnantes”, apesar de seu desenvolvimento não ser similar ao que caracteriza os centros nas etapas sucessivas da expansão global do capitalismo. A burguesia e o capital local não são necessariamente ausentes da vida social e política local, e as periferias não são o sinônimo de “sociedades pré-capitalistas”. Mas a existência formal do Estado não é sinônimo de Estado capitalista nacional – mesmo que a burguesia local controle amplamente esse aparelho –, se ela não dominar o processo de acumulação.
O imperialismo, então, não é um estágio – nem mesmo o estágio supremo
– do capitalismo. Ele é, desde a origem, imanente à sua expansão. A conquista imperialista do planeta pelos europeus e seus filhos norte-americanos se desdobrou em dois tempos e dá início talvez a um terceiro.
O primeiro momento desse desenvolvimento devastador do imperialismo foi organizado em torno da conquista das Américas, no quadro do sistema mercantilista da Europa atlântica da época. As devastações desse primeiro capítulo da expansão capitalista mundial (genocídio dos índios, tráfico de escravos africanos) produziram – com atraso – as forças de libertação que questionaram as lógicas que as comandavam. A primeira revolução do continente foi a dos escravos de São Domingos (atualmente Haiti), no fim do século
XVIII, seguida mais de um século depois pela revolução mexicana dos anos 1910, e

Relacionados

  • Livro - hector bruit o imperialismo
    16579 palavras | 67 páginas
  • Consequências do imperialismo para o continente africano na atualidade
    987 palavras | 4 páginas
  • Resenha o imperialismo: fase superior do capitalismo
    2338 palavras | 10 páginas
  • Benaion, Noval. A Subordinação Reiterada: imperialismo e subdesenvolvimento no Brasil (fichamento)
    4774 palavras | 20 páginas
  • Debate historiográfico - romanização e imperialismo - roma
    800 palavras | 4 páginas
  • imperialismo gobineau e o recismo
    1270 palavras | 6 páginas
  • imperialismo e o neocolonialismo ,nacionalismo e desenvolvimento tecnologico
    1117 palavras | 5 páginas
  • Antropologia - A colonização tardia do continente africano pela Europa: imperialismo, independência e configuração atual
    5629 palavras | 23 páginas
  • O imperialismo passado e presente Samir Amin
    17748 palavras | 71 páginas
  • A igreja e o estado nacional; o caudilhismo e o estado nacional; o imperialismo e o estado nacional
    1397 palavras | 6 páginas