O JOGO E A EDUCAÇÃO INFANTIL FALAR E DIZER/ OLHAR E VER/ ESCUTAR E OUVIR

1719 palavras 7 páginas
ANTUNES, Celso. O jogo e a educação infantil: falar e dizer, olhar e ver, escutar e ouvir, fascículo 15. 4ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2003. O JOGO E A EDUCAÇÃO INFANTIL
FALAR E DIZER/ OLHAR E VER/ ESCUTAR E OUVIR

Celso Antunes é um conceituado educador brasileiro, nasceu no dia 05 de outubro de 1937 em São Paulo. Licenciado em geografia pela Universidade de São Paulo (USP). Mestre em ciências humanas, especialista em inteligência e cognição também pela USP. Destaca-se como membro consultor da Associação Internacional pelos Direitos da Criança Brincar, reconhecido pela (UNESCO). É autor de 180 livros didáticos e de cerca de 60 livros sobre educação.
O livro O jogo e a educação infantil Falar e dizer / olhar e ver / escutar e ouvir, foi organizado em quinze tópicos em que Celso aborda o jogo como um maravilhoso recurso didático que possibilita e facilita a aprendizagem através da condução da brincadeira e dos saberes auxiliando na formação e construção do Eu, de forma prazerosa, alegre e motivadora. Inicia abordando o conceito de jogo e demonstrando sua eficácia no processo de ensino-aprendizagem, segundo ele o jogo inclui intenções lúdicas, estimula a alegria e flexibilidade do pensamento, promove as relações interpessoais conduzidas por determinadas regras, possibilitando a construção de novas descobertas, o desenvolvimento e enriquecimento da personalidade da criança e a convivência com o próximo.
A mediação do educador é necessária para imprimir caráter as

Relacionados

  • Música e educação infantil
    2347 palavras | 10 páginas
  • Educação infantil: fundamentos e método
    2138 palavras | 9 páginas
  • A diferença entre ver e olhar
    809 palavras | 4 páginas
  • A importância dos jogos e o brincar na educação infantil
    1761 palavras | 8 páginas
  • Jogos e aprendizagem de noções matemáticas na educação infantil
    7919 palavras | 32 páginas
  • Amados animais e a Educação Infantil
    1062 palavras | 5 páginas
  • Olhar e ver: uma análise do filme ensaio sobre a cegueira
    3283 palavras | 14 páginas