O Mito Do Rei Midas

816 palavras 4 páginas
O mito do Rei Midas

Midas é um personagem da mitologia grega, rei da Frígia. É baseado em um rei de mesmo nome da Frígia (uma região da moderna Anatólia, Turquia), do século VIII a.C., havendo sobre esse rei dois conhecidos mitos. Tinha um filho chamado Litierses, que servia a ele como protetor (Litierses era conhecido como "Ceifador de homens", devido à sua fama de decapitar os inimigos).
O principal mito atribuído a Midas, o de transformar em ouro tudo o que tocava, adquiriu um caráter simbólico e metafórico na sociedade contemporânea, sendo facilmente compreensíveis na nossa cultura analogias simbólicas como a de um "complexo de Midas" (ver referências).

Descoberta Arqueológica

O Rei Midas realmente existiu. Em 1954, pesquisadores do Museu de Arqueologia e Antropologia da University of Pennsylvania sob a liderança de Rodney Young, após escavações na Turquia, em Gordiom (hoje Yassihüyük) antiga capital da Frígia, localizaram o túmulo de Midas. O caixão mortuário estava muito bem preservado, era feito de troncos de árvores e em sua volta havia vasos de cerâmica e metal, taças, bandejas e outros recipientes e objetos. Ali houve, segundo Dr. Patrick E. McGovern da equipe de arqueólogos da U.Penn, um banquete fúnebre para o Rei e quase todas as iguarias e bebidas puderam ser identificadas. Cem foi a quantidade aproximada de convidados nessa grande refeição, conforme avaliação dos especialistas.1

Mitos sobre Midas

Certa vez Baco (ou Dionísio, deus do vinho) deu por falta

Relacionados

  • Resenha, José Carlos Reis, o surgimento da escola dos Annales
    1086 palavras | 5 páginas
  • Resumo- o mito do desenvolvimento economico
    649 palavras | 3 páginas
  • Artigo: relação do príncipe de maquiavel e o rei leão
    1436 palavras | 6 páginas
  • Resenha do livro chatô – o rei do brasil (fernando morais)
    1146 palavras | 5 páginas
  • Lampiao Rei do Cangaço
    4564 palavras | 19 páginas
  • Resenha do livro o mito do amor materno por eliana riberti nazareth do site pai legal
    911 palavras | 4 páginas
  • O mito da desolação nativa
    1402 palavras | 6 páginas