O advogado no contexto interpessoal

920 palavras 4 páginas
Pontifícia Universidade Católica do Paraná
ESCOLA DE DIREITO
CURSO DE DIREITO

JOÃO PAULO FIORITO DE MOURA

"O ADVOGADO NO CONTEXTO INTERPESSOAL"
(FIORELLI, 2006, P. 198-228)

CURITIBA
2012
JOAO PAULO FIORITO DE MOURA

"O ADVOGADO NO CONTEXTO INTERPESSOAL"
(FIORELLI, 2006, P. 198-228)

LEVANTAMENTO DE PONTOS PRINCIPAIS E DISSERTAÇÃO SOBRE CONCLUSÕES E DÚVIDAS PESSOAIS SOBRE O TEXTO PARA A AULA DE PSICOLOGIA JURIDICA.

Orientador: Profª Ana Maria Moser

CURITIBA
2012
. 1. PONTOS PRINCIPAIS

Ser advogado é muito mais do que interpretar normas ou tentar achar brechas em leis para beneficio de um cliente. O advogado é responsável por entender e sentir as necessidades de seu cliente - bem como administrar o escritorio - e para isso é necessario que haja uma certa dedicação extra, um estudo orientado com a finalidade de ensinar a interpretar não somente o que alguém diz, mas também como diz e além, o que o corpo deste(a) está "dizendo".
Para isso é necessário que o advogado possua duas qualidades - que serão base para outras - são elas o autoconhecimento e a percepção do outro. "O auto conhecimento possibilita (e estimula) o desenvolvimento da percepção do outro; percebendo o outro a pessoa adquire condições de se comparar e, assim, se conhecer melhor" (FIORELLI, 2006, p. 198).
Nos conhecermos é importante, para nós juristas, pois somos ensinados que devemos

Relacionados

  • O advogado no contexto interpessoal
    1129 palavras | 5 páginas
  • Mediação e Arbitragem
    7464 palavras | 30 páginas
  • Plano de negócio escritório de advocacia
    1908 palavras | 8 páginas
  • As habilidades sociais no ambiente de trabalho na contemporaneidade
    5919 palavras | 24 páginas
  • ASPECTO BIOPSICOSSOCIAL DO SER HUMANO
    930 palavras | 4 páginas
  • Monografia-12 homens e uma sentença
    15529 palavras | 63 páginas
  • Psicologia Comportamental (ou Behaviorismo)
    7378 palavras | 30 páginas
  • Resenha antropologia dos livos: o jeitinho brasileiro: a arte de ser mais igual que os outros. carnavais, malandros e heróis.
    1485 palavras | 6 páginas
  • A adoção na perspectiva dos Acadêmicos de Psicologia
    3177 palavras | 13 páginas