O cortiço, Cortiços e o Rio de Janeiro

814 palavras 4 páginas
Cortiços(Sidney Chalhoub) X O cortiço (aluísio de Azevedo) Sidney Chalhoub

O autor de Cortiços, Sidney Challoub começa narrando os motivos que levaram as autoridades a interditar e a demolir um célebre cortiço chamado Cabeça de Porco que se localizava no centro urbano carioca, provavelmente com quatrocentos ou duas mil pessoas.
Um dos problemas percebidos pelas autoridades no período da república era o crescimento desordenado da população, devido o êxodo dos escravos para a cidade após a abolição, como também a vinda dos estrangeiros para o Rio de Janeiro o que gerava problemas de moradia, falta de água, saneamento e higiene, causa de surtos de epidemias como a febre amarela, tuberculose, malária e varíola.
E, com o argumento desta falta de saneamento, higiene e das epidemias, a Intendência Municipal envia intimação para a desapropriação dos moradores aos donos do cortiço, pois foi considerada uma habitação insalubre, sendo interditado pela Inspetoria Geral de higiene e deveria ser demolido. Porém, a intimação foi ignorada pelos moradores que resistiram sair de suas casas, o que precisou das autoridades utilizar-se da força para expulsá-los.
O Cabeça de Porco, assim como os outros cortiços, eram considerados pelas autoridades como o mundo de imundícia, o “valhacouto de desordeiros”; por esta consideração a classe pobre era sinônimo de classe perigosa e esse “problema social” na cidade urbana era uma das justificativas de intervenções violentas no cotidiano do

Relacionados

  • Resenha do livro Cidade Febril Sidney Chalhoub
    670 palavras | 3 páginas
  • RESUMO DO CAPITULO 1 DO LIVRO "CIDADE FEBRIL"
    1974 palavras | 8 páginas
  • Resumo lilian fessler vaz
    6928 palavras | 28 páginas
  • Análise da obra O Cortiço e o contexto histórico da época
    2557 palavras | 11 páginas
  • o cortiço
    1993 palavras | 8 páginas
  • Resenha - De cortiço a Cortiço
    1436 palavras | 6 páginas
  • O cortiço
    1795 palavras | 8 páginas
  • Reforma pereira passos
    1670 palavras | 7 páginas