O efeito-Foucault na historiografia brasileira

1013 palavras 5 páginas
RAGO, Margareth. O efeito-Foucault na historiografia brasileira.Tempo Social; Rev. Sociol. USP, São Paulo, 7(1-2): 67-82, outubro de 1995. FOUCAULT.

O efeito-Foucault na historiografia brasileira

• Rago procura trabalhar como a problematização conceitual do filosofo Foucault sobre a História modificou os conceitos pré-existentes sobre a mesma, que até então se preocupavam apenas com a analise dos fatos e não com os discursos que construíram o fato como tal.
• Os historiadores da década de 60-70 preocupavam-se em reorganizar o passado em uma temporalidade linear, na tentativa de se entender melhor o presente.
• Enquanto no século XVIII todos estão preocupados com as consequencias da Revolução Francesa, Foucault recupera do passado aquilo que ninguém havia pensado como possível antes, centrando seu foco nas margens.
• Segundo Rago, Foucault via no nascimento das prisões não o progresso da nossa humanização, mas sim o progresso de nossos meios de dominação e violência.
• Segundo Foucault, “a História dos historiadores” pecava por tentar procurar compreender o passado em sua ordem sequencial, analisando-o como um reencontro, sendo que para ele o saber não significa reencontros e sim os cortes, que eram as descontinuidades históricas.
• Os conceitos que Foucault propôs para a História provocaram reações adversas nos historiadores da época, a segurança que os mesmo possuíam e que já era frágil foi abalada fazendo com que uns se apegassem a “realidade objetiva”, outros a

Relacionados

  • O EFEITO DO TIPO DE MALTE NA FABRICAÇÃO DE CERVEJA
    1553 palavras | 7 páginas
  • O estudo da morfologia nas gramaticas brasileira
    1800 palavras | 8 páginas
  • A PRIVATIZAÇÃO NAS PENITENCIÁRIAS BRASILEIRAS
    11995 palavras | 49 páginas
  • O efeito balassa-samuelson e a paridade do poder de compra na economia brasileira
    3527 palavras | 15 páginas
  • O efeito estufa e o clima na terra
    4342 palavras | 18 páginas
  • O papel da mulher na sociedade brasileira
    12290 palavras | 50 páginas
  • RESENHA: “O POPULISMO NA POLÍTICA BRASILEIRA.” (Francisco Weffort)
    1290 palavras | 6 páginas
  • Aproximação à historiografia da arquitetura colonial brasileira as ideias de john bury
    2788 palavras | 12 páginas
  • Resumo: o socioambientalismo na constituição brasileira
    284 palavras | 2 páginas