O empirismo de francis bacon

4967 palavras 20 páginas
Introdução
Francis Bacon é considerado o profeta da revolução tecnológica moderna, é um do mais importante defensor do empirismo.
Para os empiristas os nossos conhecimentos começam com a experiência dos sentidos, isto é com as sensações. Os objetos exteriores excitam nossos órgãos dos sentidos e vemos cores, sentimentos sabedorias e odores, ouvimos sons, sentimentos, a diferença entre áspero e liso, o quente o frio, entre outros.
As sensações se reúnem e formam uma percepção, ou seja, percebe uma única coisa ou um único objeto que chegou por meio de varias e diferentes sensações. Assim a cor “rosa” é o resultado da reunião de várias sensações diferentes num só objeto de percepção.
Bacon formulou a teoria dos ídolos, que são eles que
…exibir mais conteúdo…

O escrito mais importante é New Atlantis (Nova Atlântida), onde Bacon apresenta uma concepção do Estado ideal regulado por idéias de caráter científico. Além deste, destacam-se Cogitationes de natura rerum (Reflexões sobre a natureza das coisas) e De fluxu et refluxu (Das marés);
3) Instauratio magna, onde Bacon procura desenvolver o seu pensamento filosófico-científico e que consta de seis partes:
a) Partitiones scientiarum (Classificação das ciências), sistematização do conjunto do saber humano, de acordo com as faculdades que o produzem;
b)Novum organum sive Indicia de interpretatione naturae (Novo método ou Manifestações sobre a interpretação da natureza), exposição do método indutivo, trabalho esse que reformula e repete o Novum organum;
c) Phaenomena universi sive Historia naturalis et experimentalis ad condendam philosophiam (Fenômenos do universo ou História natural e experimental para a fundamentação da filosofia), versa sobre a coleta de dados empíricos;
d) Scala intellectus, sive Filum labyrinthi (Escala do entendimento ou O Fio do labirinto), contém exemplos de investigação conduzida de acordo com o novo método;
e) Prodromi sive Antecipationes philosophiae secundae (Introdução ou Antecipações à filosofia segunda), onde faz considerações à margem do novo método, visando mostrar o avanço por ele permitido;
f) Philosophia secunda, sive Scientia

Relacionados

  • Relatório: rené descartes, francis bacon, john locke, george berkeley, david hume e immanuel kant.
    1890 palavras | 8 páginas
  • Empirismo : método e principais pensadores
    1720 palavras | 7 páginas
  • Racionalismo e empirismo
    1840 palavras | 8 páginas
  • Empirismo resumo
    847 palavras | 4 páginas
  • Adiministrativo
    1924 palavras | 8 páginas
  • Metafisica da modernidade
    4346 palavras | 18 páginas
  • A revolução cientifica
    1025 palavras | 5 páginas
  • História da filosofia: David Hume, Francis Bacon, John Lock, o positivismo
    3167 palavras | 13 páginas
  • METODOLOGIA DA CIÊNCIA: RESUMO CAP 1 ~ CAP 3
    1477 palavras | 6 páginas