O equivoco do jus postulandi como meio de acesso a justiça

4622 palavras 19 páginas
1. INTRODUÇÃO

1.1 Justificativa

A relevância desta pesquisa traduz-se na proposta de se mostrar os entraves de acesso a justiça no âmbito laboral no que concerne ao jus postulandi, palavra que vem do latim que significa o direito de falar, sem a presença de um advogado. Pretendemos trazer as discussões existentes acerca da importância da função do advogado, do dever do Estado em prestar assistência judiciária aos pobres, do direito ao acesso a justiça e da manutenção ou extinção de um instituto jurídico.
No intuito de proteger o hipossuficiente, no caso o empregado, este instituto do direito acaba provocando uma desigualdade frente ao empregador. Muitas vezes o interessado está com o direito a seu favor, entretanto a própria alegação dele, uma vez mal formulada, mal apresentada, mal fundamentada, é capaz de viciar toda a sua pretensão. Com efeito, em uma demanda, a parte que não possuir um discernimento mínimo para praticar atos processuais, dificilmente terá condições de se defender de forma adequada, quando especialmente a outra tiver alguma experiência jurídica, o que certamente agravará a sua situação, comprometendo inclusive o próprio contraditório, razão pela qual acaba sendo prejudicado em sua demanda trabalhista.
O referido tema foi escolhido pela polêmica existente na doutrina e na jurisprudência, principalmente em relação aos advogados trabalhistas, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) e a Constituição Federal de 1988(CF). E atente-se ainda pela

Relacionados

  • Eca - título vi – do acesso à justiça
    15544 palavras | 63 páginas
  • A influência dos novos meios de comunicação na educação
    13202 palavras | 53 páginas
  • Dos auxiliares de justica
    2330 palavras | 10 páginas
  • Importância dos meios de comunicação
    1758 palavras | 8 páginas
  • DESCRIÇÃO ARQUIVÍSTICA COMO INSTRUMENTO DE ACESSO A INFORMAÇÃO: A IMPORTÂNCIA DAS NORMAS PARA DIFUSÃO DO ACERVO DOCUMENTAL
    2469 palavras | 10 páginas
  • Evolução dos meios de comunicação
    1345 palavras | 6 páginas
  • Controle de acesso ao meio por revezamento
    948 palavras | 4 páginas
  • Acesso à justiça
    1179 palavras | 5 páginas
  • Ata Notarial como Meio de Prova
    12081 palavras | 49 páginas
  • Desvantagens dos meios de comunicação social
    5187 palavras | 21 páginas